Virtudes Posts

Quatro compromissos 1

Quatro compromissos 1

Muitos conceitos elementares são fáceis de compreender e difíceis de praticar, e hoje quero falar sobre o caso do famoso livro de Don Miguel Ruiz, Os Quatro Compromissos, e vou falar sobre um apenas e mais para frente falamos sobre os outros.

O primeiro deles é – SEJA IMPECÁVEL COM AS SUAS PALAVRAS.

Tudo melhora quando eu melhoro

Tudo melhora quando eu melhoro

Queremos melhorar a nossa vida e eu tenho que acreditar que tudo melhora quando eu melhoro.

Vivemos em estreita harmonia com o mundo a nossa volta.

À medida que melhoramos, melhoramos também tudo que nos cerca, por vários motivos.

Legado Pessoal

Legado Pessoal

Você já refletiu sobre o seu legado pessoal

O que deixamos para trás quando deixamos esta existência?

Como seremos lembrados?

Como gostaríamos de ser lembrados?

Coisas muito importantes

Coisas muito importantes

Coisas muito importantes podem estar sendo negligenciadas. Nos preocupamos com tantas miudezas, futilidades e coisas sem importância. Com isso, não nos sobra energia, ou capacidade mental e emocional para lidar com as coisas mais importantes na nossa vida.

Na escuridão, não enxergamos e nos confundimos

Na escuridão, não enxergamos e nos confundimos

Precisamos da luz para nos reconhecermos na escuridão. Com a luz, ganhamos identidade, individualidade, mostramos a nossa cara. Temos que evitar a sombra da ignorância.

Me recordo sempre da canção muito antiga de Sergio Endrigo, “Pesci Rossi”. A canção começa assim: “come faranno i pesci rossi in fondo al mare a riconoscersi tra loro tutti  neri nell’oscurità”.A canção explica que na escuridão todos os peixes são pretos. Sendo assim, como é que os peixes vermelhos vão se reconhecer, como se destacarão dos outros peixes na escuridão do fundo do mar.

Compaixão com a pessoa que está em sofrimento

Compaixão com a pessoa que está em sofrimento

Ajudar os outros pode ser um instinto natural, de sobrevivência da raça humana, e quando nos deparamos com uma pessoa em sofrimento, o sentimento adequado é a compaixão.

Não é sentir pena, indignação ou impotência.

Compaixão significa sentir você mesmo a dor da outra pessoa e querer que essa dor cesse.

Se você tem que fazer, faça logo

Se você tem que fazer, faça logo

Se você tem que fazer algo de que não gosta, mas que é inevitável, não assuma uma postura reativa e infeliz.

Não procrastine.

Respire fundo e vá em frente, sem resistência e com tranqüilidade. O resultado vai ser melhor e a tarefa vai ser executada mais rapidamente.

O erro, muitas vezes é ficarmos enrolando, fazendo com que a tortura seja infindável.