Verdade Posts

10 Desculpas esfarrapadas

10 Desculpas esfarrapadas

Será que você é boa em dar desculpas?

Será que há desculpas boas e desculpas esfarrapadas?

Damos desculpas para os outros, e inventamos desculpas para nós mesmos, e com o ímpeto de enganar os outros, acabamos enganados nós mesmos.

Gretchen Rubin relaciona 10 desculpas esfarrapadas que eu replico nesta postagem.

Aceite a verdade

Aceite a verdade

Esteja aberto para a verdade e aprenda a aceitá-la sem resistência.

Sempre digo que aquele que não aceita a verdade vai estar sempre pronto para engolir a mentira.

Aqueles que se mostram duros e belicosos diante da verdade serão sempre enganados pelos companheiros, pela equipe de trabalho e pelos familiares. As pessoas lhe passarão sempre a perspectiva cor-de-rosa e irreal.

Não faça nada contra você.

Goste de si próprio, e não faça nada contra você.

Parece um contrassenso, mas podemos facilmente enveredar por caminhos, deliberadamente, que nos prejudicam profundamente, uso de substâncias, álcool, fumo, obesidade descontrolada, conflitos com pessoas queridas, corpo mole no trabalho, sexo descuidado.

Podemos ainda alimentar a raiva, a culpa e os ressentimentos.

Ao contrário, deveríamos alimentar as coisas boas, aquilo que nos fortalece e nos ajuda a crescer.

Pessoas felizes nunca fazem…

Pessoas felizes se parecem, e aquelas infelizes, o são a seu modo, é o que sempre ouvi dizer.

Podemos imitar a atitude e comportamento de pessoas felizes, e traduzo um pouco do que li no blog de Marc&Angel exatamente sobre o tema, conteúdo que faz parte do livro que escreveram, “1000 little things happy, successful people do differently”.

Marionete com muitos cordéis.

Às vezes nos imaginamos como o artista, tentando manejar muitos cordéis, controlando cada movimento da marionete.

Será que não estamos querendo controlar demais. Quem sabe não estamos iludidos de que controlamos as outras pessoas?

Como disse Oscar Wilde: “seja você mesmo, porque os outros papéis já foram tomados”.

Queremos ser o filho o marido o pai e o chefe. Queremos controlar os outros, como se a vida deles fosse a nossa vida, ou mesmo julgando que somos o proprietário da vida dos outros. Isso é uma fonte inesgotável de conflito.

Mentir dá trabalho.

Às vezes pensamos que falar a verdade dá trabalho, mas saiba que mentir dá um trabalho enorme.

Aquele que mente, conta uma coisa diferente a cada situação, e quando questionado, precisa se lembrar de qual mentira estamos falando.

Quem fala a verdade tem sempre as palavras na ponta da língua.

Disse o escritor Mark Twain: diga sempre a verdade e você não terá que se lembrar de nada.

A vida perdida.

Conhecemos muitos exemplos de vida perdida. A vida não é perdida na morte, e sim na vida sem significado, desperdiçada em futilidades.

E a vida pode ser perdida muito facilmente, o que muitas pessoas constatam quando é tarde demais, quando a maratona está na reta final.

Seria uma coisa muito triste, saber ao final da vida, que jogou tudo fora, se preocupando com coisas que sequer são da sua conta, e acumulando coisas que não terão qualquer utilidade para onde vamos – o final de todos nós.