Vencedor Posts

A graça de ter chegado

A graça de ter chegado

Agradeça sempre por ter chegado aonde chegou, mesmo que o seu objetivo maior esteja ainda distante.

A estrada da vida é abençoada, e em cada trajeto, recebemos tanto, realizamos tantas coisas que sempre é hora de agradecer.

Sei que a luta é brava, e a vida não é fácil, mas somos todos vencedores, sobreviventes nessa jornada.

Chegamos até aqui porque temos a capacidade de vencer obstáculos e fazer limonada dos limões que aparecem à nossa frente.

Amor, o nutriente essencial.

O amor é um nutriente essencial, assim como a água.

Buscar o amor e dele se alimentar, é um ímpeto gravado no nosso DNA, e faz parte do nosso pacote de sobrevivência.

Temos que usar o amor de maneira ampla e deliberada.

Não me refiro apenas ao amor, a paixão pela companheira, mas a conexão positiva com as pessoas.

Quando nos relacionamos seguidamente com as outras pessoas de maneira cartorial, burocrática, sentimos que algum nutriente essencial está nos faltando.

Pare para apreciar a vida.

Pare um pouco para apreciar a vida. A felicidade pode não estar no objetivo distante que você insiste em perseguir, mas aqui, agora, na sua frente. É preciso parar para apreciar. É preciso se dar tempo para si mesmo, ou a vida, que é única, será totalmente desperdiçada.

Entendo que a agenda de todo mundo é uma correria, sem contar os afazeres do lar, pagar as contas, se desvencilhar da burocracia que o mundo moderno nos impõe.

Mas tudo isso não pode servir de desculpa para não viver uma vida plena. Ao final da sua vida, nem você mesmo vai engolir essa desculpa.

É um bom começo.

Devemos evitar a imobilização, amedrontados pelo tamanho da jornada. Comece pequeno, e se contente em fazer um pouquinho de cada vez.

Dê um pequeno primeiro passo, e faça o que está ao seu alcance.

O início do ano é sempre inspirador começar algo que temos protelado. Uma dieta, exercício físico, reatar relacionamentos, resolver conflitos familiares crônicos.

Comece pelo começo. Pode parecer evidente, mas sem planejamento, começamos no meio, nos frustramos com os primeiros resultados e paramos aí.

Procure os seus aliados.

Tenha em conta os seus aliados. Não é uma questão de quem vai vencer a batalha, mas temos que ter uma boa noção de quem está do nosso lado ou aqueles que estão contra.

Procure se proteger, com serenidade, e não é uma questão de nós e eles, ou vencer ou ganhar, mas por uma simples questão prática.

Saber que são os nossos aliados ajuda muito quando montamos e preservamos as nossas conexões.

Somos parte de uma extensa rede social, e não queremos que alguns trabalhe conta outras na própria rede.

A disposição para ser feliz.

A felicidade não é fruto da posição que ocupamos, mas da disposição que temos para ser feliz.

Diz a ciência que cinquenta por cento da nossa felicidade é função da nossa aptidão genética, e que apenas dez por cento é fruto das condições externas, e um total enorme, quarenta por cento, é resultado das nossas próprias iniciativas.

Portanto, devemos abandonar essa atitude de esperar para ser feliz quando as condições forem favoráveis.

Podemos sim, assumir a nossa capacidade de tomar as iniciativas que realmente podem nos trazer a felicidade.

A vida é uma só.

Para quem acredita, a vida é uma só, e se você viver plenamente, com alegria, ela será suficiente.

É como ir a um restaurante para uma refeição fantástica, saborosa e completa. Se você a saborear com atenção, sem se distrair com bobagens, sem contaminar o jantar com conversas tóxicas, a refeição vai ser suficiente.

Mas a vida pode ser desperdiçada facilmente cuidando da vida alheia, levanto tudo com descaso, sem atentar para aquilo que realmente nos dá significado. Sem a atenção naquilo que explica e justifica o fato de estarmos vivos.