Relacionamentos Posts

Quero distância de gente mal agradecida

Quero distância de gente mal agradecida

Gente mal agradecida é uma má influência, uma vibração negativa e temos que guardar distância. Pessoas que se esquecem constantemente de agradecer pelo que recebem e com isso estão se condenando a não receber mais nada.

Ajude os adolescentes a se sentir bem consigo mesmos

Ajude os adolescentes a se sentir bem consigo mesmos

Ajude os adolescente a se sentir bem consigo mesmos, a se valorizarem e construírem uma imagem positivo do seu futuro. É uma fase importante de descobertas mas também uma etapa de muito sofrimento. Li um artigo de Amy L. Eva, uma especialista em educação e me ocorreu compartilhar o que aprendi.

Com as duas mãos

Com as duas mãos

Venho de uma cultura japonesa onde damos e recebemos com as duas mãos. Me lembro, na minha tenra idade, minha mãe se recusando a me entregar alguma coisa até que eu estendesse ambas as mãos. Neste início de ano, tive uma experiência fantástica que me remeteu imediatamente à essa lição, à essa lembrança.

Terceiro compromisso

Terceiro compromisso

Nós nos apressamos a tirar conclusões de tudo, tomar partido, julgar, condenar, enquadrar, e pior é que fazemos isso com coisas que não nos dizem respeito, e Don Miguel Ruiz nos leva a esta reflexão no terceiro compromisso.

Depois que tiramos tais conclusões e ruminamos um pouco na nossa mente, passamos a acreditar e defender, mesmo que não façam qualquer sentido.

Quatro compromissos 1

Quatro compromissos 1

Muitos conceitos elementares são fáceis de compreender e difíceis de praticar, e hoje quero falar sobre o caso do famoso livro de Don Miguel Ruiz, Os Quatro Compromissos, e vou falar sobre um apenas e mais para frente falamos sobre os outros.

O primeiro deles é – SEJA IMPECÁVEL COM AS SUAS PALAVRAS.

Aceitação não é fraqueza

Aceitação não é fraqueza

Aceitação não é fraqueza e sim a capacidade de deixar ir, se libertar das coisas que não temos controle. Significa que você é forte o suficiente para cortar as amarras.

Perdoar é quase esquecer

Perdoar é quase esquecer

Aprender a perdoar é uma prática para todos os dias, e perdoar é quase esquecer.

Quando experimentamos o perdão, um pouco de cada vez, é inevitável sentir um alívio no coração.

Quando sentimos rancor e ressentimentos por eventos passados, sentimos como se uma máquina impiedosa apertasse o nosso coração. Especialmente quando respiramos fundo, sentimos como se algo nos estrangulasse por dentro.