Reflexão Posts

O medo de cometer erros.

O medo pode nos paralisar.

E o medo de errar pode esconder o perfeccionismo e o hábito de pensar demais e fazer de menos.

Quando evitamos erros a qualquer custo é sinal de que nada realizamos, pois erros fazem parte da nossa jornada e principalmente da nossa aprendizagem.

Aprendemos errando desde os primeiros passos que demos na nossa vida.

Você está feliz?

Às vezes ouvimos essa pergunta, e como de costume, damos alguma resposta evasiva.

Raramente fazemos uma reflexão sobre a nossa felicidade.

Normalmente olhamos para o nosso bem-estar como quem olha para um termômetro, sem analisar o que de fato está influindo para tal nível de bem-estar.

A verdade é que evitamos falar sobre felicidade.

Falamos de dinheiro, casa confortável, escritório espaçoso.

A vida não é um supermercado.

Acho que a vida se parece menos com um supermercado e mais como uma longa peregrinação.

Mas acontece que nos pegamos distraídos, fazendo de conta que estamos vivendo um supermercado. Carregamos tanto o nosso carrinho com tanta coisa supérflua e desnecessária. Uma carga inútil para o nosso bolso e para a nossa saúde.

Vamos às compras às vezes sem necessidade e pegamos muita coisa que nem precisamos e de repente nem vamos usar.

Eu fiquei magoado.

Houve momentos onde fiquei magoado, fiquei aborrecido, fiquei ressentido.

Mas depois, fiquei pensando profundamente, não sobre a mágoa ou quem me magoou, mas exatamente na palavra fiquei.

O que ela significa?

Vejo que eu posso incluir a palavra escolhi e aí faz mais sentido.

Eu escolhi ficar magoado, eu escolhi ficar aborrecido ou ressentido.

Transformando a crítica.

Transformando a crítica para que ela nos ajude a melhorar cada vez mais, é o que devemos fazer.

É uma sensação ruim ser criticado.

Normalmente recebemos mal a crítica que fazem a nosso respeito, ao nosso trabalho, aos nossos familiares e amigos.

Mas temos o poder de transformar qualquer crítica que façam a nosso respeito, e transformá-la para melhor, tirar o máximo de proveito positivo.

Algumas coisas que aprendi sobre as críticas. Não desafie a crítica pois ela se perpetuará. Não retruque pois ela se amplificará.

Conhecer, admitir e corrigir.

É o que devo fazer com os meus defeitos.

Conhecer ou reconhecer é o primeiro passo.

Admitir que é você o único responsável pelos seus defeitos é o segundo passo, e o mais importante, pois isso abre as portas para o aprimoramento.

Corrigir é a última etapa, tirar lição de cada coisa, de cada situação.

Parece um roteiro elementar, mas muito difícil de aplicar em vários casos.

A minha maneira de abordar a vida.

Cada um tem uma maneira própria de viver.

Alguns se isolam num casulo, e vive um modo muito particular.

Outros copiam, imitam e fazem o que a moda e as conversas fúteis as conduzem.

Outros examinam com honestidade aquilo que dá sentido à própria vida e procuram trilhar um caminho baseado na fé, nos valores e nas realizações concretas.

Vale à pena refletir sobre o seu modo de vida e concluir se está te conduzindo ou proporcionando felicidade.