Reflexão Posts

Vença a dúvida.

Vença a dúvida que você tem sobre si mesmo e que limita os seus projetos pessoais.

Reflita sobre o que pensa a seu respeito, desconstrua cada dúvida. Procure as evidências e as certezas e faça com que o resultado seja uma nova imagem de si mesmo.

O nosso caminho é repleto de dificuldades, e não é difícil nos flagrarmos duvidando da nossa capacidade.

Afinal, deixamos de lograr êxito em muitas das nossas empreitadas, e a análise que fazemos sobre os fracassos podem passear por duvidas sobre si mesmo.

Muitas dúvidas, culpas e arrependimentos nos levam à estagnação, e temos que evitar esse estado.

Então, seja feliz.

Então, seja feliz, pois ser feliz é uma escolha pessoal. A felicidade é um estado de espírito que você pode assumir sempre que quiser, é uma escolha.

Se é isso que você quer, simplesmente seja feliz.

A realidade que te cerca se transforma à medida que você faz essa transformação em si mesmo, de dentro para fora.

Escolha ser feliz, e o mundo vai se tornar favorável a essa sua nova escolha.

As adversidades nos encontram com facilidade.

A vida nos providencia as adversidades de graça, sem solicitação. Os problemas batem à nossa porta.

Por outro lado, a coragem para enfrenta-los e as soluções para cada um, temos que procura-las com determinação.

Como dizem: os problemas nos encontram, mas as soluções, temos que procura-las.

Em resumo, se ficarmos simplesmente parados, seremos inundados pelos problemas, e o simples ato de ficar estagnado já é uma escolha, aliás, uma péssima escolha.

Uma vida mecânica.

O que acontece quando os problemas desaparecem?

Podemos agora usufruir da vida, saborear tudo de bom que nos aparece?

Muitas vezes, quando os problemas deixam de nos atormentar, ficamos prostrados, desmotivados, uma vida mecânica, sem sentido. O que está acontecendo? Fomos esgotados pelos problemas, a nossa energia foi toda gasta?

Na verdade, acontece que passamos muito tempo no piloto automático, vivendo uma vida sem sentido, correndo atrás do prejuízo, e quando a tempestade passa, fica difícil encontrar o caminho.

Temos que procurar sentido na vida, abandonar o círculo vicioso do acordar, vegetar e dormir.

O eu muito escondido.

Vivemos tanto tempo em piloto automático, correndo atrás das prioridades do trabalho, que sequer encontramos consigo mesmo.

O eu fica tão escondido que nem mostra a sua cara durante o dia todo. É lamentável, e temos que consertar isso.

Temos que aprender a se conhecer, e deixar que essa pessoa maravilhosa se revele em tudo que fazemos.

Não tenha medo do que vai encontrar, se aceite por completo, pois a aceitação é condição essencial para mudar aquilo que quer mudar.

Ajudar sem me intrometer.

Não devo meter o nariz onde não fui chamado.

Não deixe de ajudar, mas busque o bom senso, e deixe que o outro cuide da própria vida.

Busque o equilíbrio entre ajudar e permitir que o outro cresça resolvendo os próprios problemas, especialmente se tratando dos filhos.

Você gostaria que o outro se intrometesse na sua vida em assuntos tão particulares?

A cabeça mergulhada nos problemas.

Quando sinto que estou me afogando nos problemas, quase vendido diante das adversidades que a vida me premiou, tenho que tomar algumas providências rápidas para não me afogar.

Não enxergo mais nada, não enxergo as soluções, me sinto abatido pelo azar, desamparado, sem saber a quem recorrer.

Preciso seguir com calma, preciso de serenidade.

Ouvir dizer que no meio do furacão, bem lá no centro, tudo é calmo, sem turbulência, sem ruído. Temos que nos imaginar nessa calma em meio à tempestade para conseguir enxergar a saída, as soluções para os problemas que nos afligem.