Reclamações Posts

2 tipos de reclamação: uma só atrapalha e irrita

2 tipos de reclamação: uma só atrapalha e irrita

Às vezes nos passa a impressão de que estamos reclamando demais, levando a vida de maneira muito azeda. Para confirmar, vale a pena fazer esta pergunta a alguém de sua confiança. Isso vai te dar uma noção se você está dando de vítima, se está com uma atitude negativa. Além disso, há dois tipos de reclamação, uma até te ajuda a resolver os problemas, a outra te transforma em uma pessoa pouco querida. 

Cada um tem sua cruz

Cada um tem sua cruz

Cada um tem sua cruz, e não devemos reclamar daquela que nos foi dado carregar. Ninguém está livre de problemas e temos que encarar essa jornada com alegria e de cabeça erguida.

A vida é dura, mas ficar reclamando da carga que tem que carregar vai torná-la mais pesada. Pare de reclamar e siga em frente.

Você já se pegou pensando: “eu não queria ter os problemas que ele tem.”

Pois é, cada um tem a carga de problemas que deveria ter.

Dizem os budistas que a única coisa comum entre os homens é o sofrimento.

Não posso reclamar

Sei que não posso reclamar. A vida tem sido boa, e as portas se abriram quando precisei de alguma abertura.

Oportunidades não brotam como erva daninha, e temos que estar atentos para distinguir quando uma delas aparecem na nossa frente.

Durante o ano, parei por muitas vezes, pensando e me perguntando onde estavam as oportunidades. Elas estavam bem ali, e o melhor de tudo foi percebê-las, e igualmente importante foi poder aproveitá-las com mãos agradecidas.

Soluções simples.

Aceite as soluções e deixe lado a busca da perfeição. Podemos adiar indefinidamente a solução de um problema, com o nosso ímpeto perfeccionista, buscando uma solução ideal.

Com isso, acabamos perpetuando o problema e seus reflexos dele na nossa vida.

Em muitas das situações, temos que ser práticos, e resolver de pronto o que está nos incomodando.

Alguns problemas são complexos e vamos conviver com eles anos, mas a maioria dos problemas exige apenas uma ação simples, direta e objetiva.

Não vou reclamar.

Não quero começar o meu dia reclamando. Sei que não devo carregar de emoções negativas o dia que está apenas começando.

Não estou satisfeito com muita coisa na minha vida, mas a minha insatisfação não representa uma barreira para que eu me determine a ter uma vida melhor.

Quero me esforçar e assumir a responsabilidade sobre os eventos da minha vida, a despeito de toda imprevisibilidade que sei, é presente.

A vida é uma benção, e ver o sol nascer, soberbo e generoso, é uma graça de Deus.

Não abuse da boa vontade.

Não abuse da boa vontade dos outros e tampouco deixe que abusem da sua boa vontade.

As mulheres em especial, reclamam muito desse tipo de comportamento. Dizem os cientistas que elas foram desenvolvidas para gerar, cuidar e amar incondicionalmente, e quando essa atitude se estende para outros relacionamentos, pode ocorrer o abuso.

Pare de reclamar das coisas que você não tem controle.

Jonathan Mead escreveu para o ZenHabits: se queremos ser felizes, porque agimos como bebês chorões?

Porque reclamamos todo tempo sobre coisas que não temos qualquer controle?

Mead tem apenas duas recomendações:

1-Estabeleça como prioridade ter consciência das vezes que você reclama, e isso inclui o julgamento que faz dos outros.

2-Analise se você está reclamando de coisas que estão totalmente fora do seu controle – o clima, o tempo, a natureza, se está frio, se está quente, se o tempo não é suficiente. Verifique se há algo que você possa fazer a respeito, ou se está fora do seu controle. 

Muitas coisas acontecem na nossa vida de forma diferente do nosso desejo. Muitos fatores interferem nos resultados, e grande parte deles está fora do nosso alcance.

Não realizamos nada sozinhos, e aquilo que outros fazem, depende da atitude, pensamento, comportamento e capacidade de cada um. Podemos planejar, prever, mas não podemos assegurar que as pessoas irão se comportar de acordo com o nosso desejo.

Sabemos disso tudo, é claro, mas não podemos evitar a nossa decepção quando os resultados nos frustram, e a tentação para sair reclamando e culpando os outros é muito forte.

Isso é improdutivo, prejudica os nossos relacionamentos e de quebra faz mal à nossa saúde e bem estar.

 Mas não há porque ficar neurótico a respeito disso. Um pouco de reclamação é natural para todo mundo.

Quando os amigos começam a fazer comentários sobre o seu comportamento: ”você reclama demais!” – isso deve acender uma luz amarela para você.

Na raiz das reclamações excessivas, está a prepotência.

O mundo tem que ser ao meu modo.

As pessoas devem agir e se comportar conforme o meu desejo.

As minhas idéias são as corretas.

O meu julgamento é o correto.

Mudar a si próprio é sem dúvida aquilo que está ao seu alcance.

Mudar a sua atitude frente à realidade é um grande passo para mudar a realidade para você.

As reclamações são grande parte da confusão mental que fazemos nas nossas cabeças. Um pouco de serenidade e aceitação fazem com que muitos problemas adquiram sua verdadeira dimensão, o que torna esse elenco de reclamações, palavras no vazio, desnecessárias.

 A oração da serenidade é sempre uma luz para o caso das reclamações, e fazer uma lista das duas categorias – a) eu controlo – b) eu não tenho qualquer controle – certamente ajuda muito.

Um pouco de altruísmo e generosidade sempre ajudam a ver o mundo com um novo olhar.

Experimente.