Princípios Posts

A força da bondade: segundo meu olhar e da ciência

A força da bondade: segundo meu olhar e da ciência

Se utilizarmos mais as lentes da bondade para apreciar a nossa realidade, vamos experimentar uma mudança muito grande em nossas vidas.

O olhar da bondade é quase ingênuo, mas capaz de perceber cada leve nuance das qualidades humanas.

A bondade tem uma forte conexão com a empatia, amor e compaixão. Toda a força positiva que temos que dedicar às pessoas.

A valiosa liberdade

Preserve a valiosa liberdade. A liberdade que usufruímos hoje é muito valiosa, e podemos fazer quase tudo na nossa vida. As nossas escolhas são variadas, a discricionariedade é enorme e tudo isso é razão para nos afastarmos da escravidão, seja do consumo, dos costumes e hábitos nocivos que outros podem tentar nos impor.

A sociedade de consumo é muito forte, e a propaganda lança mão de recursos científicos sofisticados para nos enganar e nos empurrar para coisas que sequer pedimos, e pior, detestamos.

A nossa liberdade foi conquistada, é um valor sem tamanho, e temos que preservar a todo custo.

Uma das receitas é manter a vida simples, sem tanto apelo consumista, adiar um pouco qualquer compra até que a vontade passe.

Uma história positiva para contar.

Ao visitar alguém, tenha sempre engatilhada uma história positiva para contar. Leve alegria, procure contagiar as pessoas, e peça também por boas notícias.

Você vai ficar com a mente calibrada para fixar o positivo.

Se a outra pessoa engatar num rosário de coisas ruins, fofocas da vida alheia, use algum artifício para derivar para boas notícias. Percorra histórias positivas, sejam de pessoas conhecidas quanto desconhecidas.

Há sempre alguém do seu conhecimento que fez alguma coisa interessante, conseguiu realizar um sonho, e vale a pena contar essa história.

Perceba os bons momentos.

Precisamos de três bons momentos para se sobrepor a um mau momento. Isso quer dizer que se você gravar na sua mente uma coisa negativa que aconteceu contigo, você deve buscar três positivas para equilibrar.

A contabilidade trabalha contra a nossa felicidade e bem estar, portanto, trabalhe duro para acumular mais bons momentos no seu caderninho, na sua memória.

O nosso cérebro está programado para isso por milhões de evolução. Como diz o neuropsicólogo Dr. Rick Hanson, temos que nos preocupar mais em comer o lanche de hoje e menos em não ser o lanche de hoje.

Fique firme nos princípios e ideais.

Podemos ter recaídas na nossa jornada de se livrar de velhos hábitos, mas devemos ficar firmes nos princípios e ideais que nos conduzem ao crescimento pessoal.

As pessoas que tentam abandonar o cigarro, a bebida e outros hábitos tóxicos, sabem do que estou falando.

Também as pessoas que tentam abandonar as compulsões por comida, compras, mentiras, sabem o quanto é difícil ficar longe disso tudo.

No entanto, uma recaída não deve nos afastar da longa caminhada que é abandonar de vez o uso de substâncias tóxicas ou hábitos nocivos à saúde e ao relacionamento.

Somos o que somos, cada um tem uma jornada, umas mais fáceis e outras mais difíceis, mas a força para tocar pra frente está bem aqui, dentro de cada um.

Aquilo que forma o nosso caráter, a soma das nossas qualidades, a nossa integridade, a aderência aos valores e princípios, é que nos guia para tudo que vivemos e enfrentamos na nossa vida. É a nossa parte mais íntima, e devemos nos manter conectados a ela permanentemente.

Compreender isso, e ensinar aos pequenos, é uma tarefa de suma importância. As pessoas devem escolher desde cedo os valores que quer abraçar na vida.

Observe as suas ações e escolhas do passado e veja quanto você tem mantido a aderência aos seus valores.

Manter o caminho, sem tomar desvios perigosos é importante, e exige uma vigilância pessoal permanente.

Quanto mais você vive de acordo com os seus valores, maior autoconfiança você vai ter, na medida em que sente a solidez do caráter e a integridade pessoal.

Assim, a vida passa a fazer sentido porque você vive aquilo que acredita.

Beco