Preocupação Posts

O pesadelo.

O pesadelo pode não ter nada a ver com a realidade.

É comum, e já me aconteceu inúmeras vezes, de sonhar com alguma coisa que tem me preocupado recentemente.

Interessante que quando acordamos, nos damos conta da catástrofe que somos capazes de imaginar quando estamos dormindo, sonhando, com a imaginação totalmente solta.

Acho que a vida é um pouco assim, mesmo quando estamos acordados temos a capacidade de imaginar verdadeiras catástrofes acontecendo na nossa vida, como se o perigo fosse iminente, e fôssemos sempre a vítima de preferência para tudo que é perigoso.

A miragem e o perigo.

O perigo que enxergarmos pode ser pura miragem. Muitos perigos que imaginamos ali na frente não passam de ilusão de ótica. O futuro não é tão desastroso assim.

Sei que preciso ficar atento para as dificuldades, e tampouco posso caminhar de olhos fechados.

Tenho que observar a vida com realidade, sem amplificar ou reduzir. A vida é como ela é.

Coragem para ir além do conhecido.

Nos sentimos muito confortáveis no conhecido, e por isso resistimos tanto às mudanças.

Evitamos experimentar coisas novas e perdemos a chance de aprender, vivenciar experiências valiosas e conhecer pessoas que podem sim, se tornar amigos do peito.

Mas a insegurança e o medo estão sempre presentes. É o nosso ser ancestral falando, dizendo para ficar no conforto do conhecido.

Temos também o receio de enfrentar dificuldades inesperadas, e para isso, temos que nos encher de coragem, pois o futuro é desconhecido, e não queremos que ele seja uma repetição fiel do passado.

A equanimidade tão desejada.

Equilibrar a mente para afastar a ansiedade e o sofrimento, essa equanimidade tão necessária.

É bom neutralizar um pouco esse nosso ímpeto ancestral de aumentar os problemas ou mesmo enxergar problemas onde eles simplesmente não existem.

Não devemos nos deixar sequestrar pelas preocupações excessivas com o futuro.

As dúvidas que temos de nós mesmos.

Devemos encarar com serenidade o desconforto de lidar com a incerteza todos os dias.

O desconhecido é uma constante para aquele que navega pelos mares do crescimento.

Queremos crescer, aprender e progredir, mas temos medo, dúvidas, receios e ansiedade.

Devemos confiar na Força Superior, pois não estamos sós, em nenhum momento.

Peça pela iluminação, e as dúvidas que te amedrontam nas decisões se dissiparão.

Alguma coisa ruim está prestes a acontecer.

Temos às vezes uma preocupação excessiva com o que não vai acontecer. É o alarmismo, o medo e a insegurança.

O futuro pode nos amedrontar se anteciparmos os problemas com pessimismo.

Pense nos eventos do passado e veja que esse seu alarmismo não se confirmou em muitas das vezes.

Reflita sobre as razões de sobra que você tem hoje para acreditar num futuro melhor, coisas boas e resultados animadores.

Evite intencionalmente a infelicidade.

Podemos não saber ao certo o que nos traz a felicidade, mas sabemos com certeza aquilo que nos faz infelizes.

Se isso é verdade, vale à pena evitar intencionalmente tudo que nos traz a infelicidade.

Certa feita estava assistindo a entrevista que Regina Casé conduzia com o compositor Dorival Caymmi.

Perguntado qual seria a receita para tanta paz, respondeu Caymmi: “há muito tempo parei de me preocupar e de me arrepender”.