Positividade Posts

Uma vida simples mas cheia de sentido

Uma vida simples mas cheia de sentido

Procure levar uma vida simples, mas cheia de sentido, na direção do seu crescimento pessoal.

O consumismo exacerbado de hoje em dia nos empurra cada vez mais para complicações, sofisticações e isolamento – isso nos afasta da felicidade, prejudica a nossa saúde e acredite, encurta a nossa vida. Leo Babauta já publicou o seu Manifesto sobre a simplificação com 72 dicas, e eu faço o mesmo com algumas poucas, mas importantes.

Faça outra pessoa feliz e assim vai ser feliz também

Faça outra pessoa feliz e assim vai ser feliz também

Faça outra pessoa feliz, e saiba que é a maneira mais fácil de ser feliz.

Pode parecer simples e até ingênuo afirmar isso, mas estudos mostram cada vez mais que esse é o melhor caminho.

Já escrevemos muito sobre isso, mas sempre vale a pena voltar no assunto.

Faça outra pessoa feliz:

Há muitos anos atrás publiquei uma postagem replicando as recomendações de Leo Babauta exatamente sobre isso:

Como fazer o outro feliz.

Você pode sempre clicar no link e visitar a postagem novamente, mas vou reavivar algumas das recomendações, e fazer novos comentários.

Você sempre pode acessar o blogZenHabits que é onde aprendi um pouco mais sobre este tema.

Nós todos temos uma ideia de como ser mais feliz, mas o fato é que erramos muito na receita.

Faça outra pessoa feliz e você vai aprender rapidamente que essa é a melhor receita para ser mais feliz.

Se importe com os outros e sinta o prazer e a satisfação que é de fazer o outro feliz.

Mude a sua atitude, e se comporte nessa direção.

Recomendações de Leo Babauta:

1-Mande uma mensagem, um e-mail de agradecimento, ou simplesmente agradeça como julgar conveniente.

2-Dê um abraço, mesmo que sem motivo, transmita calor humano

3-Gaste algum tempo com eles.

4-Esteja lá quando precisarem.

5-Ouça.

Gretchen Rubin, também nos passa 5 recomendações que traduzo abaixo:

1-Aniversários – lembre-se das datas de aniversário das pessoas. É muito fácil manter uma lista.

2-Me lembrei de você – mande um Email relatando o fato de ter-se lembrado da pessoa em tal ocasião ou situação. É sempre bom ser lembrado.

3- Ajude as pessoas a pensarem grande – encoraje os amigos para a realização de coisas grandiosas.

4-Recomendações – se você sabe de uma recomendação fantástica, passe adiante.

5- Apresentações – conecte pessoas com pessoas – muitas situações dependem de alguém que apresente alguém para alguém.

E se, no final, não te ocorrer uma maneira para fazer o outro feliz, lembre-se que ser uma pessoa agradável e desejável no convívio com os amigos já é feito significativo.

Rubens Sakay

Afaste as nuvens de cima da sua cabeça

Afaste as nuvens de cima da sua cabeça

Afaste as nuvens de cima da sua cabeça, e você sabe o que isso significa, pois já viu os desenhos de pessoas que carregam uma nuvenzinha cheia de problemas bem em cima da cabeça. São pessoas negativas que sempre encontram um motivo para reclamar e sabotar a si mesmo. Compreenda o que isso significa quando acontece com você mesma e procure evitar.

Ajude os adolescentes a se sentir bem consigo mesmos

Ajude os adolescentes a se sentir bem consigo mesmos

Ajude os adolescente a se sentir bem consigo mesmos, a se valorizarem e construírem uma imagem positivo do seu futuro. É uma fase importante de descobertas mas também uma etapa de muito sofrimento. Li um artigo de Amy L. Eva, uma especialista em educação e me ocorreu compartilhar o que aprendi.

Pare de se sabotar, de colocar cascas de banana no próprio caminho

Pare de se sabotar, de colocar cascas de banana no próprio caminho

Pare de se sabotar, de colocar, você mesma, dificuldades na sua vida. Não coloque cascas de banana no próprio caminho. A vida já difícil por natureza, e a pior coisa que você pode fazer e trabalhar contra si mesma.

Você é capaz:

Antes de mais nada, acredite que você consegue, que você dá conta de fazer. Depois, numa segunda etapa, comece a analisar honestamente as dificuldades, as limitações. Não comece se sabotando de cara.

As oportunidades podem se abrir:

O mundo está aí para conectar coisa com coisa, e todo dia tomamos conhecimento de alguma coisa fantástica que acontece com pessoas comuns.

A vida é difícil e você não está sozinha:

A vida é difícil para todo mundo. Ninguém te disse, quando você nasceu que a vida seria um passeio no parque. A boa novidade é que você não precisa fazer tudo sozinha. Vivemos em comunidade e podemos contar com os outros, assim como ajudamos que precisa.

Comemore quando tudo dá certo:

Aprenda a se valorizar e a comemorar quando as coisas dão certo, quando o seu esforço é recompensado com boas realizações. Se dê valor.

Errar não é punição:

Errar é humano, e cometemos erros para não cometê-los.

Errar não é punição pela nossa incompetência. Errar é uma lição pela nossa inexperiência, que vamos sobrepujar, vencer e realizar.

Você pode melhorar:

Ninguém nasce sabendo, e qualquer um pode aprender uma nova habilidade com atenção, seriedade e determinação. Olhe para o seu passado e veja quanto você evoluiu, quanta coisa nova você aprendeu.

Veja o lado positivo em tudo que faz:

Nem tudo que fazemos vem carregado com orgulho, satisfação, ou resultados imediatos.

A vida é mesma de trabalho duro, mas procure ver os aspectos positivos em tudo que acontece na sua vida.

Valorize o seu esforço em fazer o que tem que ser feito.

Você vai conseguir:

Quando nos empenhamos de fato, o resultado é uma consequência.

“Quanto mais me empenho, mais sorte tenho.” Um velho ditado que nos mostra que a receita é fazer sério, assumir a responsabilidade, e a sorte vai nos encontrar.

Rubens Sakay 

Escreva o livro da sua vida

Escreva o livro da sua vida

Esta semana recebi uma recomendação interessante da plataforma de gamificação para a saúde de que participo, que me envia diariamente uma indicação para melhorar a minha vida, especialmente na questão da saúde, e tem a ver com o assunto: o livro da sua vida.

Gamificação:

A plataforma que participo se chama Daily Challenge, talvez a melhor do mundo, aberto para qualquer pessoa. O foco maior é na movimentação, exercício físico, mas tem também nutrição, relacionamentos. Para aqueles que querem por email, uma recomendação diária, me mandem uma mensagem com o endereço de email que eu envio um convite.

O livro da sua vida:

Imagine que um biógrafo apareceu para escrever um livro contando tudo da sua vida nos últimos 12 meses, e você vai começar a contar tudo que aconteceu.

Faça um resumo, conte as coisas boas, os desafios vencidos, as dificuldades que você soube superar.

 

Celebre:

Você vai celebrar as realizações?

Você vai se sentir grato pela vida que tem?

Que tal examinar as novas habilidades adquiridas.

Você se sente mais madura, mais preparada para as adversidades da vida?

Anuncie:

Você vai dar uma dica da pessoa que você está se tornando?

Imagine que alguém vai ler o seu livro e vai ter, não só uma boa impressão de você, mas mais do que isso, vai ter a percepção da pessoa que você está se tornando.

Visão de longo prazo:

Um dos objetivos do exercício do livro da sua vida é trazer uma perspectiva mais de longo prazo. É trazer o seu olhar para um horizonte mais largo do que aquele que somos chamados a ter no nosso cotidiano. Ficamos tão entretidos com aquilo que temos que fazer na semana que nos esquecemos do que vamos fazer no ano que vem. Nos estressamos com algum conflito no dia de ontem e nos esquecemos de tanta coisa boa que aconteceu há 6 meses.

Escrever te faz bem:

Quando escrevemos sobre a nossa vida, somos obrigados a escolher as palavras, e isso é um exercício valioso de significação, de dar a verdadeira cor, o peso real de tudo que nos aconteceu.

Título:

Escolha um título para o seu livro.

“O ano que Maria decidiu cuidar mais de si mesma.”

“O ano que Paulo criou coragem para enfrentar de cabeça erguida o que vem pela frente.”

Foto de capa:

Cole uma foto, aquela que você mais gosta, e que retrata a pessoa corajosa que você é.

Isso é para você lembrar do seu valor, da sua história.

Rubens Sakay

O positivo é uma escolha

O positivo é uma escolha

Temos uma mente catastrófica que adora grudar no negativo, e por isso se diz que o positivo é uma escolha. Temos que nos vigiar para não nos algemarmos às coisas negativas que nos acontecem. As coisas positivas são muitas, mas a nossa mente age como velcro para negativas e como teflon para as positivas.