Poder Posts

Aceitar para não sofrer

A dor pode ser inevitável, mas o sofrimento é opcional, e a receita infalível é aceitar para não sofrer.

Pode parecer estranho ou mesmo fatalístico, mas é científico. A aceitação tem o poder de aliviar a dor, além de reduzir o apego com as coisas boas da vida.

Não dê tanto poder para os outros te ferirem

Não dê tanto poder para os outros te ferirem

As pessoas nos magoam, muitas vezes por descuido e outras vezes deliberadamente. Mas o poder que elas têm de nos causar mal é dado por nós mesmos.

Veja o seguinte exemplo:

Um rapaz descuidado e grosseiro esbarra na senhora A no supermercado, e ao deparar com o olhar de reprovação da senhora, o rapaz faz cara feia e joga a seguinte observação – O que foi? É alguma coisa comigo?

A senhora A fica sem palavras diante de tanta grosseria, se vira para o lado e sai resmungando alguma coisa.

Um esforço que vale a pena.

Cada esforço vale a pena para melhorar a sua vida, o mundo e as pessoas que te cercam.

Faça a vida valer a pena e se coloque em ação, sem negatividade.

Deixe o fluxo positivo se estabelecer – esforço-resultado-contentamento.

O progresso não vem de graça, é preciso se esforçar. Esteja em movimento.

Por vezes nos cansamos, desanimamos, mas precisamos fazer um pequeno movimento, por menor que seja, simplesmente para manter o espírito ativo.

A vida pode se descontrolar.

Sabemos que a vida pode se descontrolar. Estamos navegando e de repente o nosso leme não funciona mais.

Podemos nos tornar obcecados pela vida dos outros, querendo controlar tudo e todos, enquanto a nossa própria vida segue à deriva.

Seguimos excessivamente os ditames da moda, os mandamentos do status social, sem atentar para tudo aquilo que realmente dá sentido à nossa vida.

Um navio sem rumo, porque o capitão está no porão, tomando conta dos ratos e dos vazamentos.

Raiva – uma falsa sensação de poder.

É muito difícil calibrar o que fazer quando estamos com raiva.

Erramos a mão, erramos a receita – enfim, erramos tudo.

Tive um chefe no trabalho que dizia que precisava estar com raiva de alguém para realizar algo grandioso.

Sempre achei muito estranho essa observação, e hoje entendo a razão.