Ódio Posts

Perdoar é tirar o ressentimento da nossa lembrança

Perdoar é tirar o ressentimento da nossa lembrança

Quando perdoamos, ficamos com a lembrança descontaminada dos ressentimentos. Sempre dizemos que a dor pode ser inevitável, mas o sofrimento é opcional.

Quando deixamos que a memória seja soberana na nossa vida, nos tornamos marionetes do passado. Especialmente os eventos negativos voltam para nos assombrar e causar dor.

Outra característica da mente humana que pode nos prejudicar é a capacidade de catastrofizar os eventos do passado.

Impossível perdoar.

As vezes pensamos ser impossível perdoar. Há pessoas difíceis, e podemos até pensar, impossíveis de se perdoar.

Como perdoar alguém que nos causou mal, e deseja que o nosso mal se agrave?

Como perdoar alguém que não dá a mínima se perdoamos ou não?

Como perdoar alguém que nutre por nós um profundo desprezo, mesmo depois de nos causar algum mal?

Substituindo o ódio.

Nos parece evidente e razoável que temos que substituir o ódio pelo amor.

No entanto, praticar assim dessa maneira, reconheço, é bastante difícil.

Tudo aquilo que pensamos e racionalizamos, não desejar o mal, não revidar, não guardar ressentimentos, na hora dos incidentes, os pensamentos negativos acodem a nossa mente, e acabamos agindo diferente.

Temos que levar a vida mais leve, livres de tantos pensamentos negativos, liberados de tanta carga desnecessária.

Não abuse da boa vontade.

Não abuse da boa vontade dos outros e tampouco deixe que abusem da sua boa vontade.

As mulheres em especial, reclamam muito desse tipo de comportamento. Dizem os cientistas que elas foram desenvolvidas para gerar, cuidar e amar incondicionalmente, e quando essa atitude se estende para outros relacionamentos, pode ocorrer o abuso.

Uma coisa negativa não compensa outra negativa.

Olho por olho vai deixar uma terra cheia de cegos.

A reciprocidade negativa, ou seja, devolver algo negativo na mesma moeda é algo que nos empobrece, nos torna pessoas piores.

Não devemos acreditar que revidar um maltrato com outro no mesmo tom vai nos beneficiar de algum modo.

Um comentário negativo, uma crítica ácida, tudo isso acaba virando uma bola de neve de desconforto.

Um gesto negativo também não clama por outro negativo.

Carregar a mágoa dentro do coração.

A mágoa que insistimos em carregar, é como uma brasa ardente que queima sem parar.

Arde machuca e nos impede de apreciar o bom da vida.

Temos que jogá-la fora.

Não devemos ter qualquer ilusão de que estamos impondo algum castigo a alguém.

A mágoa não é vingança, mas uma dor que impomos a nós mesmos.

O passado já terminou.

O passado já terminou, e temos que deixar ir todas as mágoas e ressentimentos.

Fizemos coisas que nos arrependemos, é inevitável. Sentimos culpa, e até vergonha por coisas que gostaríamos de apagar do nosso passado.

Agora é hora de deixar passar isso tudo. É hora de fazer as pazes com o passado, não deixando que ele nos assombre todo momento.

Uma coisa que temos que ter em mente é que podemos mudar apenas aquilo que estamos fazendo agora, hoje, neste exato momento.