Objetivos Posts

Se anime.

Justamente quando estamos desanimados é que temos que juntar forças e nos levantarmos para começar o dia.

É justamente nessas situações que tiramos o maior proveito e o maior ganho em se colocar em movimento, sair do desconforto.

Faça com que seu dia seja diferente. Fique atento para as oportunidades. Não se conforme com coisas erradas na sua vida, especialmente aquelas que merecem conserto.

Se anime para a vida, tire tudo você tem de bom dentro de si e coloque a serviço da sua felicidade.

Muito esforço para se concentrar.

Quando dispendemos muito esforço para se concentrar naquilo que fazemos, pode ser sinal de que não estamos empenhados, não enxergamos significado e sentido nessa atividade.

Se isso é o que fazemos todos os dias, enfim, o nosso trabalho, podemos acabar desmotivados, alienados, desatentos, e não só prejudicamos a nossa saúde, mas também estamos mais sujeitos a erros e acidentes.

Ao contrário, se você encontra sentido naquilo que faz, o faz naturalmente, com atenção plena, sem esforço desproporcional. A atenção te livra de erros e acidentes, e trabalhar de maneira leve, sem esforço, vai te fazer saudável física, emocionalmente.

A vida é uma oportunidade.

Oportunidade de quê?

Devemos olhar a vida como uma avenida de oportunidades que se revelam e nos surpreendem cada dia.

Temos que olhar com serenidade e otimismo, do contrário, não vamos enxergar as oportunidades.

Encontre hoje uma oportunidade que você possa realizar. Mão à obra, realize, e seja feliz.

A vida deve ser vivida assumindo o controle e as escolhas. As oportunidades estão aí.

Uma vida mecânica.

O que acontece quando os problemas desaparecem?

Podemos agora usufruir da vida, saborear tudo de bom que nos aparece?

Muitas vezes, quando os problemas deixam de nos atormentar, ficamos prostrados, desmotivados, uma vida mecânica, sem sentido. O que está acontecendo? Fomos esgotados pelos problemas, a nossa energia foi toda gasta?

Na verdade, acontece que passamos muito tempo no piloto automático, vivendo uma vida sem sentido, correndo atrás do prejuízo, e quando a tempestade passa, fica difícil encontrar o caminho.

Temos que procurar sentido na vida, abandonar o círculo vicioso do acordar, vegetar e dormir.

As armadilhas do pensamento.

Somos pegos diariamente nas armadilhas do pensamento, que nos empurram para caminhos tortuosos, improdutivos e negativos.

Muito rapidamente nos metemos a julgar os outros, pensar mal, e ensaiar uma crítica.

Comparamos uns com os outros, pois temos sempre alguém que representa o nosso modelo de perfeição, quando não somos nós mesmos esse totem da perfeição.

Culpamos, invejamos, desejamos mal para os outros, e nem notamos quando estamos caindo como um coelhinho incauto Se conseguirmos perceber que estamos sendo vítima desse mal, desse defeito, podemos agir rapidamente para cair fora.

Viva a vida por você.

Não crie tanta dependência de outras pessoas. Viva a vida por você. Faça por você, e assuma a responsabilidade sobre a sua felicidade.

Queremos cuidar muito dos outros, e mais grave do que isso, ficamos permanentemente bisbilhotando a vida dos outros, como se aquilo que se passa com os outros fosse mais importante que aquilo que acontece conosco.

Os erros do passado.

Os erros do passado estão aí para te guiar, e não para te massacrar.

Não fique ruminando, se lamentando e se culpando. Aprenda a lição e tenha sempre em mente que valeu a pena.

Cada erro é um portal para novas descobertas, especialmente sobre si mesmo.

Aceite a si mesmo, como autor dos erros cometidos, e se perdoe agora mesmo.