Mudanças Posts

Recuse pensar no que não pode mudar.

Se você pensar mais de três vezes numa coisa que não consegue mudar, acenda a luz vermelha. Se determine a interromper esse círculo vicioso, parar de dar murro em ponta de faca. Se recuse a continuar esse processo.

Coisas que não consigo mudar: o comportamento do meu vizinho, do meu chefe, da minha esposa.

Coisas que consigo mudar: o meu próprio comportamento, os meus pensamentos, o meu julgamento.

Os pensamentos prepotentes de querer mudar a tudo e a todos, pode nos atormentar sem descanso. Temos que recusar a alimentar tais pensamentos, abandonar a prepotência e assumir que não podemos tudo.

A disposição para ser feliz.

A felicidade não é fruto da posição que ocupamos, mas da disposição que temos para ser feliz.

Diz a ciência que cinquenta por cento da nossa felicidade é função da nossa aptidão genética, e que apenas dez por cento é fruto das condições externas, e um total enorme, quarenta por cento, é resultado das nossas próprias iniciativas.

Portanto, devemos abandonar essa atitude de esperar para ser feliz quando as condições forem favoráveis.

Podemos sim, assumir a nossa capacidade de tomar as iniciativas que realmente podem nos trazer a felicidade.

O remédio para os outros.

Wayne Dyer conta uma história interessante, de um indivíduo que vai ao médico por conta de alguns sintomas que podem indicar algum mal. O médico examina e logo começa a escrever as prescrições das medicações. O paciente, finalmente, pega as prescrições e diz, vou levar esta para minha esposa tomar, e esta outra para a minha sogra. Você não tem uma também para o meu vizinho?

Aquilo que parece não fazer sentido algum, é exatamente o que fazemos corriqueiramente.

Esperemos que os outros melhores para que eu fique melhor.

Quero que os outros mudem seus comportamentos. Não quero tomar os remédios que me foram prescritos, pois acho que eles servem como uma luva para outras pessoas.

Marionete com muitos cordéis.

Às vezes nos imaginamos como o artista, tentando manejar muitos cordéis, controlando cada movimento da marionete.

Será que não estamos querendo controlar demais. Quem sabe não estamos iludidos de que controlamos as outras pessoas?

Como disse Oscar Wilde: “seja você mesmo, porque os outros papéis já foram tomados”.

Queremos ser o filho o marido o pai e o chefe. Queremos controlar os outros, como se a vida deles fosse a nossa vida, ou mesmo julgando que somos o proprietário da vida dos outros. Isso é uma fonte inesgotável de conflito.

Algo vai mudar.

Queremos tanto que a nossa vida mude de uma hora para outra, que estamos sempre com a ansiedade e o estresse de que algo vai acontecer, algo vai mudar.

Deixe que a sua vida se transforme para melhor, no seu ritmo, um dia de cada vez.

Certamente trabalhamos para ter uma situação melhor, uma vida melhor, mas isso não vai acontecer de uma hora para outra.

Deixe a vida se transformar no seu ritmo, um dia de cada vez.

Escreva uma nova história.

Mude o que está errado na sua vida e escreva uma nova história de si próprio.

Todos temos pontos que lutamos e até relutamos em mudar, transformar.

Pensamos em acordar um dia de segunda-feira e fazer tudo aquilo que precisamos fazer, assim, num passe de mágica.

A frustração é imensa, pois a realidade não responde dessa maneira.

Minha vida mudou.

Sou grato pela vida e por tudo e por todos que contribuíram para que sempre encontrasse o melhor no meu caminho.

Não acumulei bens materiais, nem adquiri status. Mas aprendi muita coisa e abri a minha mente para aprender com as situações que encontrei.

Não faço mais tempestade em copo d’água, e deixo ir as pequenas coisas.

Olho as situações com mais serenidade.