Motivação Posts

Quem são os 5 ladrões de felicidade – aprenda a lidar com eles.

Quem são os 5 ladrões de felicidade – aprenda a lidar com eles.

Os ladrões de felicidade nos atacam diariamente e nos roubam o que há de mais valioso. Aprenda a identificar e lidar com eles de uma vez por todas. Aprendi no livro de John Izzo, “Os 5 ladrões da felicidade“. Neutralize-os, ou faça com que eles estejam a seu favor.

Controle:

O primeiro grande ladrão de felicidade é o controle. A vontade de controlar tudo na sua vida. Imaginar que está no controle do mundo, do seu destino e do destino de outras pessoas.

Não somos tão poderosos assim, e é importante desenvolvermos a aceitação daquilo que está fora do nosso controle.

Ego:

O ego no sentido negativo, do egoísmo, da vaidade, do exagero de foco em si mesmo.

Damos muita importância a nós mesmos, fazemos muitas comparações e deixamos de apreciar a vida, os relacionamentos e a beleza escondida em cada pessoa.

Enquanto colocamos o nosso olhar obsessivo no nosso eu, perdemos de vista a direção, o propósito e sentido na vida.

Desejo:

O desejo intenso em muitas coisas na vida, e que levam à decepção com a vida, com os resultados e com outras pessoas.

Vamos com tanta vontade na direção do nosso desejo que muito facilmente vemos frustradas as nossas expectativas.

Consumo:

A sensação de que lá fora há sempre algo que você precisa.

O impeto de sair comprando, na ilusão de que coisas materiais irão trazer a felicidade, a satisfação com a própria vida.

Cultivamos a inveja, e nas comparações, passamos a correr atrás daquilo que os outros possuem.

Conforto:

Finalmente o conforto, no sentido da inércia, da manutenção de padrões, mesmo que eles não sirvam mais, ou sejam até prejudiciais.

É muito mais fácil ficar onde está. É muito mais confortável manter os hábitos, mesmo que sejam nocivos.

Mas a vida fica mais interessante quando mudamos, e mudamos para melhor.

Somos enganados pela necessidade de segurança, vontade de se proteger, buscando rotinas e evitando correr riscos. Isso pode vir como um disfarce da acomodação e do conforto.

Fique atento para os ladrões de felicidade.

Rubens Sakay

Cuide da saúde, cuide do seu corpo que vai te levar até o fim dessa jornada

Cuide da saúde, cuide do seu corpo que vai te levar até o fim dessa jornada

Cuide da saúde, e lembre-se que este corpo vai te levar até o final dessa jornada, e você quer chegar bem. Você quer chegar de bem consigo mesmo, feliz, e pleno nas suas capacidades. “Cuida do teu corpo, é o único lugar que tens para viver – Jim Rohn”.

Cuide mais da sua vida e menos da vida dos outros

Cuide mais da sua vida e menos da vida dos outros

Uma vez ou outra você deve trazer na sua lembrança de que é a pessoa mais importante do mundo é você mesma, e com isso em mente, cuide mais da sua vida e menos da vida dos outros.

O que você fala quando conversa consigo mesma

O que você fala quando conversa consigo mesma

O que você fala quando conversa consigo mesma? Se critica, se condena ou se encoraja? Nós já comentamos aqui que a melhor conselheira para você, é você mesma, e quero voltar a esse assunto para te passar algumas boas recomendações.

Feliz no trabalho

Feliz no trabalho

Todo mundo quer ser feliz no trabalho. Não vejo ninguém procurando uma ocupação onde se sinta profundamente infeliz, mas temos que atentar para 3 aspectos distintos relacionados estritamente com o trabalho, com a ocupação e o tipo de atividade.

Segunda-feira

Segunda-feira

Segunda-feira é um bom dia para começar qualquer coisa, e nós temos o costume de dar esse sentido de recomeço, proposição, determinação, projetos e sonhos. Mas do mesmo modo que decidimos, desistimos. Vic Johnson escreveu um livro 52 Mondays que nos ensina como parar de desistir e chegar até o fim nas nossas determinações.

Quarto compromisso

Quarto compromisso

Comentei em postagens anteriores os compromisso de Don Miguel Ruiz e hoje comento o quarto compromisso : Sempre dê o melhor de si.

Compreenda bem a si mesmo, e em qualquer circunstância, dê o seu melhor. Aprenda sobre as limitações, mas não se intimide com elas, e não invente desculpas baseadas nas suas limitações.