Independência Posts

Limites cabem em qualquer relacionamento

Para tudo há um limite e nos relacionamentos então, temos que atentar para os limites que podem facilmente ser negligenciados. Gostamos de nos intrometer na vida dos outros, tentar controlar e fazer valer a nossa vontade, percepção, ideias e escolhas.

Em cada relacionamento, é importante se estabelecer os limites, e revisá-los permanentemente.

Por que nos sentimos perdidos? 10 explicações

Por que nos sentimos perdidos? 10 explicações

Às vezes nos sentimos perdidos, atropelados por tantos inesperados problemas. Na crise, a nossa mente não consegue encontrar caminhos nem explicações.

Se você se sente perdido de vez em quando e fica buscando as razões e as explicações, leia as 10 razões que Luminita nos ajuda a enxergar.

Receba a ajuda de coração aberto

Receba a ajuda de coração aberto

A ajuda aparece quando menos esperamos, mas temos que estar de coração aberto para perceber.

A ajuda aparece quando menos esperamos, mas temos que estar de coração aberto para perceber.

Deixe de lado a prepotência e peça ajuda quando julgar que é muita areia para seu caminhãozinho. A vida não é fácil, e não raro nos sentimos desamparados e enfraquecidos.

Ajude as pessoas e não queira modificá-las

Ajude as pessoas e não queira modificá-las

Ajude as pessoas, e não tente mudar as outras pessoas com o propósito de ajudá-las.

Há um limite tênue entre querer ajudar as pessoas e o desejo discreto de querer modificá-las. Precisamos nos policiar para não querer que as pessoas sejam iguais a nós, gostem daquilo que gostamos, e julguem as situações como nós as julgamos.

É um instinto paternal de conduzir, de influenciar, de ensinar, de tomar a mão.

Ajudar é fantástico, e assim é ensinar, mas devemos permitir que as pessoas aprendam no seu tempo, e aprendam a lidar com os seus problemas.

Dê um jeito no medo.

Encare de frente tudo que te amedronta. Dê um jeito nesse medo, e não se deixe dominar.

Imagine que vai se livrar desse medo e pinte um quadro de como seria sem esse medo.

Aprecie esse quadro, e vá na direção dele.

Aprenda a identificar a situação de medo, e justamente na hora que identificar o medo, traga para a sua mente, deliberadamente, imagens positivas associadas ao assunto que está te amedrontando.

Faça o que tem que ser feito.

Não fique pensando todo tempo se deve ou não deve fazer uma determinada coisa, pois a procrastinação começa assim.

Enquanto pensamos e ponderamos sobre a nossa ação, acabamos por empurrar com a barriga.

Simplesmente faça o que tem que ser feito.

Por vezes ponderamos muito sobre realizar uma tarefa simples, quando na verdade deveríamos fazer e pronto.

Isso vale para lavar o próprio prato depois da refeição, arrumar a gaveta do armário, colocar os livros no lugar, deixar o carro em ordem, e assim por diante.