Gratidão Posts

Gratidão é a memória do coração

Gratidão é a memória do coração

Gratidão é a palavra que tem que estar na nossa mente desde a primeira hora do dia. No Natal passado recente (2015), recebi de presente um livro do amigo Julio. Não pude ler o livro de pronto como costumo fazer, mais por conta da correria da mudança de residência e da ocasião festiva. Logo que conseguir pegar o livro para ler,  fui logo na página 42 e li sobre a paz. No meio do texto, encontrei algo que me remeteu aos ensinamentos do meu avô. O escrito dizia que paz é dar e receber e não ter vergonha de pedir e agradecer.

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Vamos falar bastante sobre a mente e o coração, mas antes, uma dica prática para acessar postagens antigas.

Hoje encerramos uma etapa de 6 anos de postagens diárias, com 2220 postagens, e você pode acessar qualquer dia apenas colocando a data após a URL do blog. Por exemplo, se quiser acessar o dia 13 de outubro de 2014, coloque projetosejafeliz/2014/10/13, ou seja, primeiro o ano, depois o mês e finalmente o dia, todos separados por barra.

A partir do dia 4 de janeiro passarei a postar semanalmente, todas as segundas-feiras.

Na postagem inaugural do blog, falei sobre manter o coração aquecido.

Admiração: uma das melhores maneiras de conservar o relacionamento

Admiração: uma das melhores maneiras de conservar o relacionamento

Aprendi que uma das maneiras de conservar o seu relacionamento amoroso é a admiração dedicada a quem você ama.

Seja uma fã incondicional da pessoa amada. Admire-a.

Há muitas maneiras fantásticas de reforçar o seu relacionamento, mas repasso um exercício fantástico ensinado pelo Dr. Fred Luskin que dirige o Projeto do Perdão na Stanford University.

É o exercício do prêmio humanitário inventado por Fred Luskin.

Olhe o passado com leveza e gratidão

Olhe o passado com leveza e gratidão

Estou no meio de uma mudança de residência. É uma ocasião em que, invariávelmente, organizamos os nossos pertences, objetos e lembranças que nos remetem ao passado.

É muito confortante vasculhar as coisas do passado e se encontrar com boas lembranças.

Fazemos isso conversando com amigos e familiares, folheando as fotografias ou assistindo os vídeos antigos e relembrando momentos mágicos vividos.

Como dizem, não somos o que vivemos, mas o que lembramos que vivemos.

Motivo simples explica porque você é tão insatisfeito com o que tem

Motivo simples explica porque você é tão insatisfeito com o que tem

A vida pode ser simples, mas podemos facilmente complicar. O desejo de coisas novas é inevitável, e quando pensamos no mundo material, aí então que a nossa lista parece interminável.

É um motivo de infelicidade almejar permanentemente aquilo que não tem, sem sequer valorizar aquilo que tem. Coloque mais atenção naquilo que tem. Valorize e usufrua.

Passamos por coisas fantásticas na nossa vida, sem perceber, sem aproveitar o mínimo, quando o mínimo a fazer seria aproveitar o máximo.

Porque isso acontece?

Ao fazer as orações, inclua também os seus desafetos

Quando fazemos uma reflexão da nossa caminha de crescimento pessoal, a nossa melhor versão clama por uma atitude mais generosa, mais honesta e mais compassiva.

Quando fazemos as nossas orações é um momento precioso para fazer isso.

O maior exercício de humildade e desprendimento é pedir pelos seus desafetos nas suas orações. Vai perceber, ao praticar isso, uma leveza no coração, um alimento para a sua paz e felicidade. Isso vai aliviar os seus ressentimentos, que no final é veneno para você mesmo.

A discussão antiga sobre o materialismo e a felicidade

A discussão antiga sobre o materialismo e a felicidade

Dinheiro traz felicidade?

Devo comprar um bem ou investir numa viagem de férias?

É uma luta diária se se proteger um pouco de tanto apelo materialista.

O novo modelo do celular, o carro novo, a roupa de marca, a aparência, a imagem, enfim, vem de todos os lados.

Devemos entender que a escalada do materialismo é fonte segura de realização apenas para as grandes corporações, e não para nós, simples indivíduos.

Esses poderosos arrumaram até um mecanismo para não termos que nos deslocar para o shopping center para comprar as últimas novidades, podemos fazer isso pela internet.

Leo Babauta do ZenHabits passa algumas recomendações para se livrar do materialismo.