gentileza Posts

Um enorme coração

Um enorme coração

IMG_0572No recente trabalho que fiz com o SESI na Paraíba, tive a sorte de conhecer Corrinha que trabalha no município de Queimadas no interior da Paraíba. Os trabalhos com a saúde e a educação sempre me emocionaram, tal é a entrega que tais profissionais revelam nas suas ações. Nos poucos minutos de uma breve caminhada, ouvi o relato do que é o trabalho dentro do Programa Saúde em Casa, um programa do governo, liderado pelo prefeito Jacó e coordenado por Rayssa,

Não fique entretido com a desgraça alheia

Não fique entretido com a desgraça alheia

Quem cuida muito da vida alheia deixa a própria vida à deriva. Por esse motivo, não fique tão entretido com a desgraça que acontece com os outros.

O sentimento adequado é a compaixão, sentir você mesmo o sofrimento dos outros, sem comparações, mas sentindo você mesmo, uma urgência para fazer alguma coisa para que este sofrimento cesse.

5 dicas para criar filhos mais generosos

5 dicas para criar filhos mais generosos

Todos nós temos a noção de que devemos criar filhos mais completos, que sejam capazes, não só de realizar feitos destacados, carreira promissoras. Queremos ainda que sejam altruístas, generosos e queridos pela sua própria comunidade.

Como podemos ajudar para que eles se desenvolvam dessa maneira?

Vários estudos científicos mostram que as crianças trazem intrinsecamente a característica generosa. No entanto, a criação e a sociedade hedônica, as comparações, podem prejudicar o desenvolvimento da criança nesse sentido.

Se trate com honestidade

Se trate com honestidade

Costumamos dizer que nós somos os nossos piores juízes, pois somos excessivamente duros quando olhamos para os nossos erros, dúvidas e conflitos.

Nos sentimos particularmente diminuídos à menor percepção de que não estamos nos igualando aos outros em alguma característica social ou econômica.

O mais importante – cuide de si mesma

O mais importante – cuide de si mesma

Fazemos tantas coisas na vida, nos preocupamos com a família, o trabalho, e não raro, descuidamos de nós mesmos, da nossa saúde, do nosso equilíbrio, da espiritualidade.

A vida é muita curta para ficarmos vivendo a vida dos outros. É um desperdício de tempo e de energia, focar muito no que os outros pensam, fazem, compram, onde moram, deixando com isso de cuidar daquilo que te interessa, a sua própria vida. Enquanto cuidamos muito da vida dos outros, a nossa vida fica sem piloto. O nosso barco fica à deriva, sem rumo, e vai acabar em algum lugar indesejável.

Deixe o rancor dar lugar à serenidade

Deixe o rancor dar lugar à serenidade

Não podemos evitar que as pessoas, às vezes, nos tratem de maneira rancorosa.

Não temos controle sobre as outras pessoas e isso não deve nos aborrecer. Aceitar as pessoas como são, sem querer transformá-las segundo o nosso padrão, é um grande passo para a felicidade e relacionamentos saudáveis.

Receba o rancor com suavidade, e isso será a sua melhor proteção para que o rancor não te pegue e não afete a sua paz de espírito.

O comportamento das pessoas é algo muito complexo, e difícil compreender as reações das pessoas.

O homem mais feliz do mundo

O homem mais feliz do mundo

Sempre ficamos imaginando como seria a pessoa muito feliz. É possível, pois a revista Veja fez uma reportagem com aquele que a ciência elegeu como o indivíduo que apresenta a maior ativação cerebral relacionada com a felicidade. Ele é o monge budista Matthieu Ricard.

Matthieu Ricard:

Podemos conhecê-lo de muitas maneiras – vídeos no YouTube – livros escritos, e tantos artigos que se relacionam como seu trabalho sobre o budismo e a felicidade.

Ele é uma pessoa realmente adorável, doce e sábia, e esteve recentemente no Rio de Janeiro onde ministrou palestra no evento TED-Global.

Os cientistas criaram uma escala de medição da ativação cerebral da felicidade que ia até 0,30 – o que pareceu adequada para os indivíduos normais. Ricard atingiu 0,45 nesse padrão cerebral, o que deu a ele a fama de homem mais feliz do mundo. Ele mesmo refuta, dizendo que precisamos medir os demais 7 bilhões de indivíduos para fazer tal afirmativa.

Vale a pena descrever brevemente os seus ensinamentos.