Generosidade Posts

Mais vida na sua vida

Mais vida na sua vida

Coloque mais vida na sua vida. Pense mais na qualidade dos momentos, pois a vida é única e você é a maior responsável por fazer com que ela valha a pena. Adote uma atitude positiva nas mínimas coisas. Eu tenho algumas recomendações:

Com as duas mãos

Com as duas mãos

Venho de uma cultura japonesa onde damos e recebemos com as duas mãos. Me lembro, na minha tenra idade, minha mãe se recusando a me entregar alguma coisa até que eu estendesse ambas as mãos. Neste início de ano, tive uma experiência fantástica que me remeteu imediatamente à essa lição, à essa lembrança.

As vidas que tocamos

As vidas que tocamos

As vidas que tocamos no nosso trajeto são mais importantes que os objetivos alcançados ou o sonho realizado. No sábado passado estava assistindo um video de Neale Donald Walsh que trouxe essa reflexão.

Disse ele que estava com cinquenta anos e refletindo sobre a sua vida e tudo que havia realizado, fez a seguinte pergunta a Deus:

Quatro compromissos 1

Quatro compromissos 1

Muitos conceitos elementares são fáceis de compreender e difíceis de praticar, e hoje quero falar sobre o caso do famoso livro de Don Miguel Ruiz, Os Quatro Compromissos, e vou falar sobre um apenas e mais para frente falamos sobre os outros.

O primeiro deles é – SEJA IMPECÁVEL COM AS SUAS PALAVRAS.

Legado Pessoal

Legado Pessoal

Você já refletiu sobre o seu legado pessoal

O que deixamos para trás quando deixamos esta existência?

Como seremos lembrados?

Como gostaríamos de ser lembrados?

É pra ser mais feliz

É pra ser mais feliz

Quero te ajudar a ser um pouco mais feliz neste ano. É muito importante para cada um, encontrar as ferramentas que funcionam melhor em cada circunstância e para cada fase em que está vivendo. Cada um deve fazer o seu próprio trajeto, se dedicando de coração ao dever de casa.

Na escuridão, não enxergamos e nos confundimos

Na escuridão, não enxergamos e nos confundimos

Precisamos da luz para nos reconhecermos na escuridão. Com a luz, ganhamos identidade, individualidade, mostramos a nossa cara. Temos que evitar a sombra da ignorância.

Me recordo sempre da canção muito antiga de Sergio Endrigo, “Pesci Rossi”. A canção começa assim: “come faranno i pesci rossi in fondo al mare a riconoscersi tra loro tutti  neri nell’oscurità”.A canção explica que na escuridão todos os peixes são pretos. Sendo assim, como é que os peixes vermelhos vão se reconhecer, como se destacarão dos outros peixes na escuridão do fundo do mar.