Dor Posts

O amor é o caminho

O amor é o caminho

O amor é o caminho e o caminho é o amor. Está sempre na moda e ajuda em tudo na sua vida.

Demonstre carinho com as pessoas que se relaciona e faça com dedicação tudo que faz na vida. Receba com uma atitude positiva tudo que lhe é oferecido, é o amor pela vida simplesmente toma conta da sua vida.

O amor está dentro de cada um – faz parte de nós.

Deixe o amor brotar em cada relacionamento, e não confuda o amor pleno com aquele do relacionamento amoroso, o compromisso conjugal.

O amor pleno pode e deve estar presente em qualquer relacionamento.

O amor pode ser o fio condutor em tudo que expressamos, inclusive com os animais e com outros elementos da natureza.

Compaixão com a pessoa que está em sofrimento

Compaixão com a pessoa que está em sofrimento

Ajudar os outros pode ser um instinto natural, de sobrevivência da raça humana, e quando nos deparamos com uma pessoa em sofrimento, o sentimento adequado é a compaixão.

Não é sentir pena, indignação ou impotência.

Compaixão significa sentir você mesmo a dor da outra pessoa e querer que essa dor cesse.

Não se deixe consumir pela raiva

Não se deixe consumir pela raiva

Temos muitos motivos para sentir raiva, é uma coisa natural que vem lá de dentro do nosso ser ancestral. No entanto, temos que atentar para o fato que a raiva pode consumir a própria pessoa, e temos que fazer alguma coisa para evitar.

É um mal que infligimos a nós mesmos, e fazemos mal ao ambiente e às pessoas à nossa volta.

Nos ensina Thich Nhat Hanh em seu livro “Aprendendo a lidar com a raiva”,

Não dê tanto poder para os outros te ferirem

Não dê tanto poder para os outros te ferirem

As pessoas nos magoam, muitas vezes por descuido e outras vezes deliberadamente. Mas o poder que elas têm de nos causar mal é dado por nós mesmos.

Veja o seguinte exemplo:

Um rapaz descuidado e grosseiro esbarra na senhora A no supermercado, e ao deparar com o olhar de reprovação da senhora, o rapaz faz cara feia e joga a seguinte observação – O que foi? É alguma coisa comigo?

A senhora A fica sem palavras diante de tanta grosseria, se vira para o lado e sai resmungando alguma coisa.

Perdoe os outros e faça um bem a si mesma

Faça um favor a si mesma – comece por perdoar as pessoas, uma de cada vez.

Perdoe as pessoas, não com o espírito poderoso, olhando de cima para baixo, mas olhando de igual para igual. Perdoe sem ressentimentos. Perdoe pra nunca mais se lembrar disso. Lembre-se que você não é perfeita, e vai cometer suas asneiras também, e vai gostar que te perdoem, sem ressentimentos.

Trabalhe o ressentimento e a dor que te foi imposta.

Isso não quer dizer que você vai aceitar o que te foi imposta como uma coisa boa, uma coisa correta.

Aceitação, desapego e a dor vai passar

Aceitação, desapego e a dor vai passar

Por vezes a dor pode nos parecer sem remédio, mas é nessa hora que temos que refletir sobre as reações que estamos tendo diante das circunstâncias da vida.

Quando dizemos que a dor pode ser inevitável, mas o sofrimento é opcional, é porque nós escolhemos as nossas reações. Com elas, vêm o sofrimento, a culpa, os ressentimentos e arrependimentos.

Nós nos apegamos excessivamente a tudo que planejamos e esperamos da vida. Quando ela nos nega alguma coisa, o caminho do sofrimento se abre como uma grande avenida, ladeira abaixo. Parece que não conseguimos evitar, e logo nos vemos descendo em alta velocidade.

Você anda emocionalmente anestesiado?

Quem ainda não se sentiu emocionalmente anestesiado?

Às vezes saímos tão machucados das nossas crises que preferimos um congelamento dos sentimentos, só para não sentir a dor. Temos que fazer um esforço adicional para sair dessa dormência emocional.

É como se escolhêssemos a ausência de dor e também de satisfação, e muitas vezes fazemos isso com o auxílio de recursos tóxicos que temos que evitar a todo custo.