Desenvolvimento Posts

Se preocupe com o que está ao seu alcance.

Frequentemente estamos preocupados com coisas que fazem parte do nosso dia-a-dia, mas que estão totalmente fora do nosso alcance mudar. Isso inclui as outras pessoas, o governo, o tempo, e tantas outras coisas.

Se preocupar com tudo e com todos é uma perda de tempo e uma fonte inesgotável de infelicidade. Se atenha ao que está ao seu alcance. Aceite aquilo que não está ao seu alcance.

Busque a sabedoria para distinguir uma da outra. Não tente mudar as outras pessoas. Cuidar de si próprio já é uma empreitada e tanto.

Peça pela serenidade, assim como diz a nossa conhecida oração da serenidade.

Não seja teimoso.

O que será que acontece conosco que a teimosia nos invade de repente?

Isso realmente é um incômodo nos relacionamentos.

Na relação conjugal isso pode crescer como um muro de Berlin. Mal nos damos conta e já estamos estressados com tanta teimosia.

A intolerância é uma das fontes da teimosia.

A intransigência e o perfeccionismo outros fatores pesados.

O seu bem à custa de alguém.

O seu bem não pode ser à custa de alguém. Muita já se falou do tirar vantagem dos outros, mas às vezes a coisa é bastante sutil e pode passar despercebida.

Tem a ver com honestidade, cidadania, humanidade.

Não acredito que o brasileiro tenha um DNA de tirar vantagem, dar um jeitinho para se aproveitar do outro.

Tudo isso representa um estágio evolutivo, e essas deficiências desaparecerão na medida em que a sociedade se desenvolve.

O autoconhecimento é um desafio.

O autoconhecimento é um grande desafio. Já tratei deste assunto recentemente, mas ao ler a postagem de Gretchen Rubin sobre o tema, não resisti voltar ao tema, citando a postagem da autora.

O autoconhecimento é um grande desafio, como diz Gretchen. Nada parece tão fácil e obvio e ao mesmo tempo tão difícil.

As mentiras que contamos e a inveja que sentimos contam muito de nós.

O mestre espiritual que escolhemos conta muito de nós. Cita ela que a escolha dela recaiu sobre Sta Therese of Lisieux, que aqui conhecemos como Santa Terezinha.

Feliz em ouvir plenamente.

Alguns dizem que é uma benção estar vivo.

Outros dizem que é uma benção poder ouvir.

Digo que é uma benção ter a capacidade de ouvir plenamente.

Isso não quer dizer ouvir fisicamente – não ser surdo.

Muita gente que não é surda não tem sequer a capacidade de ouvir.

Fazendo o melhor que posso.

Procuro sempre fazer o melhor que posso. Fazemos aquilo que está ao nosso alcance.

E fazemos da melhor maneira possível, nos empenhando, aprendendo, aprimorando, melhorando a cada dia.

Tenho uma satisfação em perceber as coisas que já aprendi.

Tenho uma satisfação maior em refletir sobre as coisas que ainda tenho para aprender, e a disposição que ora tenho para seguir melhorando.

Conheça a si próprio.

Dizem que a melhor aventura na qual podemos nos engajar, é conhecer a si próprio.

Conheça a si próprio, é a mensagem que deixo para o mês de janeiro.

É importante saber quem você é, e a partir daí, saber para onde vai.

Essas definições básicas irão suportar as suas decisões e escolhas.