Desejo Posts

3 dicas para deixar de ser escravo de seus desejos

3 dicas para deixar de ser escravo de seus desejos

O nosso cérebro ancestral nos brinda com desejos sem fim, e temos que ter um cuidado enorme para não sermos presas fáceis, escravos dos desejos, muitos deles inapropriados, pouco saudáveis e até proibidos.

Tem gente que quer abraçar o mundo, dominar tudo, comprar tudo, fazer tudo. Será que são felizes?

O desejo é insaciável e aprendi que a felicidade não está em ter muito, mas sim precisar de pouco.

Calibrar o seu desejo é muito importante para usufruir e se satisfazer com aquilo que já tem.

O que quer ser na vida

O que quer ser na vida

Escolha o que quer ser na vida e examine o que anda fazendo.

Será que vai chegar lá fazendo exatamente o que está fazendo hoje em dia?

Analise o que faz todos os dias, nem tanta a atividade, mas a atitude com que faz, o estado espiritual com que caminha pela jornada da vida.

Será que tudo o que você faz está construindo a pessoa que você quer ser?

Seguem 3 modelos indesejáveis, que são desempenhados corriqueiramente sem que as pessoas percebam que assim o fazem.

Realize seus desejos.

Aproveite as oportunidades, realize o que quer realizar e pare de olhar para o seu passado com a lente dos arrependimentos.

Faça e realize o que é possível realizar hoje. Examine as limitações que vem se impondo, desafie cada uma delas e se libere para colocar em prática os seus projetos um pouco esquecidos.

Deixe o arrependimento fora do seu dia de hoje, e não dê chance para que ele não te importune no futuro.

Um pouco de arrependimento é bom para não repetirmos os nossos erros indefinidamente, mas uma dose muito grande sempre vai nos imobilizar.

Não desista tão fácil.

Não desista tão fácil dos seus projetos, dos sonhos, dos planos. Nada é fácil e nada cai de bandeja, é preciso persistir, mostrar determinação e apostar em si mesmo.

Defender a sua posição, saiba que um pequeno avanço é o que é possível no momento, mas um passo adicional pode ser possível amanhã. Um passo de cada vez, com muita força de vontade.

Siga em frente, a despeito do medo. O medo nos trouxe até aqui em 60 milhões de anos de evolução, mas ele pode se mostrar desproporcional ao ambiente que vivemos hoje. Nem tudo que tememos hoje, vai se mostrar concreto e razoável amanhã.

Viva a vida por você.

Não crie tanta dependência de outras pessoas. Viva a vida por você. Faça por você, e assuma a responsabilidade sobre a sua felicidade.

Queremos cuidar muito dos outros, e mais grave do que isso, ficamos permanentemente bisbilhotando a vida dos outros, como se aquilo que se passa com os outros fosse mais importante que aquilo que acontece conosco.

Coisas boas que insistem em acontecer.

Por mais pessimista que eu seja, e por pior que seja a situação, as coisas boas insistem em povoar o meu dia.

O sol nasceu maravilhosamente como de costume. O cachorro abanou o rabo ao meu reconhecer, mesmo com todo o meu estresse.

A flor desabrochou e nem deu bola para o futuro negro que tive um lampejo de imaginar.

Sem contar que a comida de casa continua saborosa, e os meus amigos seguem alegres e fraternos.

Um dia melhor.

Se determine a transformar o dia de hoje, num dia melhor do que você próprio imaginou.

Faça algo que inesperadamente pode dar um toque especial no seu cotidiano – use a imaginação – recorra às coisas que gosta na sua memória – recupere algum projeto esquecido.

Temos o péssimo costume de procrastinar mesmo quando sabemos que aquilo que adiamos pode nos trazer bem estar.