Desconforto Posts

Preciso de um especialista em motivação.

Às vezes sentimos que precisamos de um especialista em motivação, alguém que nos ajude a levanta o ânimo quando tantas coisas nos puxam para baixo.

Aprendi com o memorável Meng, do livro Busque Dentro de Você, que o melhor especialista em motivação é você mesmo. Aliás, ninguém entende melhor o que te motiva, do que você mesmo.

Preste atenção naquilo que prende a sua atenção.

O que é que você gosta de fazer, e quando está fazendo não vê o tempo passar?

O que é te estimular e te desafia, e você sente que está puxando o melhor de você?

Óleo na dobradiça da porta.

Uma coisinha de nada e elimina um desconforto diário, da porta rangendo nos ouvidos.

Isso acontece com um mundo de coisas na vida da gente.

No nosso convívio, e nos relacionamentos, empurramos com a barriga e convivemos indefinidamente com um desconforto que seria melhor abrandar, se não eliminar.

Por vezes é bom se afastar da pessoa, quase sempre, uma conversa honesta e objetiva é capaz de aparar arestas que estão nos incomodando.

Às vezes, o incomodo é pequeno, mas isso, de maneira crônica, acaba minando a nossa energia.

A cadeia de reações emocionais.

Quando praticamos a atenção plena, livrando a nossa mente de tanta barulheira, rompemos a cadeia de reações emocionais que impedem que estejamos no comando de nossas vidas.

O ruído excessivo nos empurra para direções que nem sempre desejamos.

As emoções tem essa propriedade de se conectar uma na outra, formando uma cadeia de emoções, que reagem entre si, contaminam, e podem complicar a nossa vida.

Quando sentimos uma dor e entramos em sofrimento, temos uma tendência a conectar com outros momentos doloridos do passado, e rapidamente, estamos com um rosário espinhoso rolando em nossas mãos.

O estomago apertado.

Aquela sensação estomago apertado.

É um aperto emocional. Veja o que está te incomodando emocionalmente.

Difícil controlar as emoções, e as substância químicas que são geradas provocam todo tipo de sensação, inclusive o aperto no estômago.

Entenda bem suas emoções, evite encobrir e procure as causas.

Não finja que isso não está acontecendo, não finja as emoções.

Infeliz com a minha situação.

Que é que não está, pelo menos um pouco, descontente com a própria situação?

Mas isso pode mostrar um agravamento, um descontentamento com a vida, e um azedume que pode contaminar o dia inteiro.

Às vezes, nem bem sabemos o que está acontecendo, mas nos vem uma vontade de desistir das coisas, um desânimo para tocar os projetos, participar dos eventos e até se animar com os acontecimentos que envolvem as pessoas mais queridas.

A insatisfação não deve nos limitar de sermos felizes, e buscar os nossos sonhos.

Não procure o que não quer.

Quem procura encontra. Não procura o que não quer e evite o sofrimento.

Examine o seu comportamento e mude a sua conduta.

Não provoque o sofrimento nas outras pessoas, pois o sofrimento é também o seu.

O mundo é um só, e somos todos interconectados.

Preste atenção no circulo vicioso dos relacionamentos. Evite os conflitos.

Não estrague o jantar.

O jantar deve ser regado com conversas agradáveis, comentários sobre a comida, alegria e bom humor.

Temos que evitar ao máximo estragar o jantar com conversas desagradáveis e assuntos conflitantes e histórias de desavenças.

Falar mal dos outros durante o jantar é jogar insetos infectados no prato que comemos. Temos que evitar o máximo.

Não estrague o seu jantar pode servir como uma metáfora também para os encontros de familiares, reunião de amigos ou mesmo uma reunião de trabalho.