Caráter Posts

Fique feliz com o sucesso dos outros

Fique feliz com o sucesso dos outros

Fique feliz com o sucesso dos outros. É um exercício que todos devemos praticar. Dá um pouco de trabalho pois pinta aquela inveja, o desejo de ter tido a mesma sorte ou a mesma capacidade.

Às vezes, o egoísmo nos impede de apreciar as realizações dos outros.

Na escuridão, não enxergamos e nos confundimos

Na escuridão, não enxergamos e nos confundimos

Precisamos da luz para nos reconhecermos na escuridão. Com a luz, ganhamos identidade, individualidade, mostramos a nossa cara. Temos que evitar a sombra da ignorância.

Me recordo sempre da canção muito antiga de Sergio Endrigo, “Pesci Rossi”. A canção começa assim: “come faranno i pesci rossi in fondo al mare a riconoscersi tra loro tutti  neri nell’oscurità”.A canção explica que na escuridão todos os peixes são pretos. Sendo assim, como é que os peixes vermelhos vão se reconhecer, como se destacarão dos outros peixes na escuridão do fundo do mar.

Pare de julgar a todos como se fosse o juiz mundo

Pare de julgar a todos como se fosse o juiz mundo

Uma das cargas negativas mais pesadas que carregamos, tem a ver com o julgamento que fazemos constantemente das outras pessoas.

Não somos nós que ditamos as regras de comportamento das outras pessoas.

A maneira como cada um se veste, fala ou age é da conta de cada um.

Assim como não ditamos as regras, não podemos dar de uma de juiz, e dizer o que está certo e o que está errado.

Seja generoso e dê mais de si

Seja generoso e dê mais de si

Muitas vezes não doamos porque imaginamos que estamos perdendo alguma coisa.

Doamos muito sem perder nada.

Quando nos referimos a doar, poucas vezes nos referimos a dinheiro. É na verdade exercitar a generosidade.

Ajudar é doar.

Apoiar é doar.

Não se especialize em cuidar da vida alheia

Não se especialize em cuidar da vida alheia

Vivemos com muita gente ao nosso redor, seja no trabalho ou na vida familiar, e é uma tentação não bisbilhotar a vida alheia.

Cuide da sua vida, e já é muita coisa.

Vejo uma enorme inutilidade no aprofundamento na vida dos outros. Quem faz isto, normalmente leva uma vida fútil, movida por fofocas e fuxicos.

Limpe o espelho.

Se você deseja ver uma pessoa melhor toda manhã, limpe o seu espelho, faça a sua parte.

Quando achamos que o crescimento pessoal vem naturalmente, e que vamos encontrar uma pessoa melhor cada dia, vamos sempre nos desapontar. Isso requer determinação e perseverança.

Há que assumir a responsabilidade, fazer o que está ao seu alcance, começando por pequenos passos até adquirir a desenvoltura e fazer isso com naturalidade.

Acostumado a culpar os outros.

Tenho que abandonar esse vício, essa mania de culpar os outros.

O maior responsável pela vida que levo, sou eu mesmo.

Ao assumir a minha responsabilidade, vou deixar que essa pessoa que sou eu, desabroche.

Quero alçar novos voos e realizar grandes projetos, mas não vou conseguir enquanto ficar preso aos eventos antigos, fracassos do passado, e a culpa que me ata a cada um deles.

A culpa é um sinal de prepotência, seja me culpando ou culpando os outros.