assuma a vida Posts

Marionete com muitos cordéis.

Às vezes nos imaginamos como o artista, tentando manejar muitos cordéis, controlando cada movimento da marionete.

Será que não estamos querendo controlar demais. Quem sabe não estamos iludidos de que controlamos as outras pessoas?

Como disse Oscar Wilde: “seja você mesmo, porque os outros papéis já foram tomados”.

Queremos ser o filho o marido o pai e o chefe. Queremos controlar os outros, como se a vida deles fosse a nossa vida, ou mesmo julgando que somos o proprietário da vida dos outros. Isso é uma fonte inesgotável de conflito.

Vendendo barato a felicidade.

Não posso deixar escapar a felicidade por descuido ou por negligência.

Quando nos magoamos por tão pouca coisa, e nos aborrecemos com as outras pessoas sem motivo, estamos vendendo barato a nossa felicidade.

Até que ponto isso é importante?

Devemos sempre nos fazer essa pergunta, e ver se conseguimos boas respostas para deixar passar coisas pequenas, impedindo que um leve vento nos tire do rumo da paz e da serenidade.

A herança para nós mesmos.

Penso no legado pessoal como a herança para nós mesmos.

Histórias engraçadas de heranças, é sempre um tema para os filmes de Hollywood.

-E para meu sobrinho querido, deixo a casinha do cachorro que acompanhou os seus passeios quando ele passava as férias aqui em casa. O cachorro já se foi há muito tempo, mas guardei a casinha surrada e desbotada para deixar como herança para quem mais merecesse.

Faça por você.

Quanta coisa fazemos pelos outros e para outros. Temos que cuidar primeiro de nós mesmos.

Faça por você, e cuide de si mesmo que não é egoísmo, e sim uma demonstração de amor próprio.

O estresse que criamos.

Padecemos com o estresse que criamos nós mesmos. Temos muito tempo vago para inventar maneiras de infernizar a vida dos outros e a nossa própria.

Temos que fazer aquela pergunta toda vez que estamos prestes a criar um evento de estresse: até que ponto isso é importante?

Muita coisa sem qualquer importância, acaba se transformando num cavalo de batalha por conta do nosso comportamento explosivo.

O mundo é perigoso, às vezes. Por outro lado, temos uma tendência ancestral, que está no nosso DNA, de ver mais perigo do que realmente existe.

A porta de entrada é aberta por dentro.

As dádivas chegam a você pela porta de entrada, e esta porta é aberta por dentro, por você mesmo.

Isto significa que você precisa estar aberto para receber o que a vida tem para te oferecer.

Mas não é assim que normalmente nos colocamos, receptivos, de coração aberto. Muitas vezes estamos fechados para receber.

Não perca este momento.

Este momento é importante para você. Não perca por nada o que está te acontecendo neste exato momento.

É a sua vida que transcorre nos momentos, e o que está acontecendo agora é a sua vida se concretizando.

Se você está no piloto automático, deixando este momento passar despercebido, você não está vivendo plenamente.

Não abdique da vida, e não deixe a vida passar em branco.

Não se deixe subjugar pelo controle remoto que te controla, como se você fosse um robô.