Aspiração Posts

Não dependa tanto dos outros e assuma a tarefa de cuidar de si mesmo

Não dependa tanto dos outros e assuma a tarefa de cuidar de si mesmo

Assuma a tarefa de cuidar de si mesmo. Queremos a independência e autonomia desde cedo. Quando garoto, me lembro da aventura de fazer as coisas sozinho. Ainda jovem, a experiência de morar fora de casa foi uma mistura de liberdade, excitação e frustração. Mas a vida é mesmo difícil, a vida social um tanto complexa e a dependência uns dos outros acaba sendo a realidade.

É verdade que todos cuidam dos entes queridos, mas não devemos esperar nem reclamar que outros cuidem da gente todo momento, e especialmente com o envelhecimento, temos que trazer de volta a nossa ansiedade por independência e autonomia.

Seja o escritor e o ator de sua própria vida

Seja o escritor e o ator de sua própria vida

Não deixe que a sua vida seja escrita por outra pessoa. Assuma a sua vida. Escreva o próprio script e assuma a responsabilidade de representá-la, de desempenhar a sua melhor atuação – afinal é a sua vida.

Eu procurei não interferir nas escolhas de carreira dos meus filhos, embora saiba que alguma influência sempre há de existir. Reconheço também influímos de maneira saudável, simplesmente agindo como falamos e demonstrando que abraçamos os valores que pregamos.

Mas os indivíduos podem facilmente receberem influências exógenas pouco adequadas quando se trata de escrever o roteiro da própria vida.

Seja 100% você

Seja 100% você

Seja 100% você em qualquer circunstância. Tenha uma vida cem por cento dedicada a você, e não estou estimulando o egoísmo, mas sim de assumir a responsabilidade sobre sua vida.

A sua vida é consequência dos seus atos, a despeito das influências e obrigações que você faz contrariado.

A decisão do que fazer e especialmente a repercussão que cada situação vai ter na sua vida é totalmente sua.

As histórias positivas

As histórias positivas

Tenha prazer em contar as suas histórias positivas, aquelas que dão uma alegria de lembrar.

O exercício de recontar as nossas histórias positivas, reforça a satisfação que temos quando as relembramos.

Você vai perceber que tem mais prazer em recontar e relembrar coisas não materiais, as coisas que vem do coração, experiências vividas, inclusive por outras pessoas.

Um reencontro com um amigo de longa data. A descoberta de uma alma gêmea.

As histórias engraçadas, estas nos faz cair de rir sempre que as recontamos.

As etapas da nossa vida, as conquistas e barreiras transpostas são pratos prediletos das nossas histórias, e estão fortemente temperadas de força, persistência, amor e generosidade.

A benção que é estar vivo

Hoje é meu aniversário, e inevitável fazer alguma reflexão sobre tudo que tem acontecido na minha vida.

É uma benção estar vivo, aproveitando e saboreando a vida em todos os aspectos.

Há algum tempo aprendi a me desligar um pouco das coisas materiais. Pude assim calibrar a minha busca pessoal por tudo que me traz satisfação e sentido na vida.

É um bom começo.

Devemos evitar a imobilização, amedrontados pelo tamanho da jornada. Comece pequeno, e se contente em fazer um pouquinho de cada vez.

Dê um pequeno primeiro passo, e faça o que está ao seu alcance.

O início do ano é sempre inspirador começar algo que temos protelado. Uma dieta, exercício físico, reatar relacionamentos, resolver conflitos familiares crônicos.

Comece pelo começo. Pode parecer evidente, mas sem planejamento, começamos no meio, nos frustramos com os primeiros resultados e paramos aí.

Uma névoa que criamos.

Nos esforçamos para aperfeiçoar uma imagem de nós mesmos, mas criamos uma névoa que acaba atrapalhando. Muitas vezes recusamos encarar a pessoa que somos, pois criamos uma imagem de perfeição inadequada, e constatamos de cara que essa imagem ideal não é aquela que apresentamos.

Criamos logo uma cortina de fumaça para embaralhar tudo, e isso é o medo de encarar a si próprio.

Essa atitude não permite que o crescimento pessoal se estabeleça, pois sequer sabemos aquilo que temos que melhorar.

Negamos as nossas deficiências e defeitos, e ficamos atordoados com a sensação de inadequação.