Arrogância Posts

Aceite as coisas que você não pode mudar.

Aceite as coisas que você não consegue mudar. Cabe aqui repetir a valiosa oração da serenidade: Deus, concedei-me a serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar, coragem para modificar aquelas que eu posso e sabedoria para perceber a diferença.

Devo me concentrar em aceitar tudo aquilo que não tenho o controle, e nem responsabilidade, o que me libera do papel ultra pesado que assumi voluntariamente, consertador do mundo.

Não sou ajudante de Deus. Sou simplesmente um indivíduo procurando fazer o melhor, um dia de cada vez.

Jogando fora o que não me serve.

Tenho que me livrar da prepotência e de tudo que não me serve.

O que não me serve, certamente está me atrapalhando, e vejo hoje o quanto é difícil abandonar velhos hábitos.

Não quero ter só a preocupação de abandonar, mas também de não pegar de volta. Tenho que manter uma distância adequada e resistir à tentação de pegar novamente.

Não gosto de me mostrar o dono da verdade, o sabichão, mas com frequência me vejo representando esse papel.

Fale de igual para igual.

Temos que falar com as pessoas de igual para igual, sem levar em conta somente as posições que elas ocupam.

Não importa se é um atendente de uma loja simples ou o doutor que te atende no hospital, o respeito deve ser igual.

Olhamos por cima desprezando, minimizando, julgando e menosprezando.

Olhamos para cima, bajulando, idolatrando e invejando, e nada disso é adequado.

A culpa pode nos consumir.

Pare de se culpar tanto, e pare de culpar os outros.

A culpa, como já comentei, é um sinal de prepotência.

Confrontamos as ações dos outros e as nossas próprias ações contra um padrão excessivamente elevado e prepotente.

O resultado só pode ser culpa para todo mundo.

A culpa é um sentimento recorrente, limitante e incapacitante.

Compreender sem julgar.

Impossível compreender o outro quando entramos logo no modo de julgamento.

A pessoa mal começou a contar sobre as coisas que não deram certo para ela e eu já faço meu diagnóstico – é mesmo incompetente.

A amiga comenta que o marido está tendo um caso – deve ser porque não encontra carinho em casa.

O outro me conta que foi demitido – deve ser um relaxado, preguiçoso.

O desconhecido briga com a caixa no supermercado – deve ser um infeliz, apanha da mulher.

Deixar ir os velhos medos e as velhas reações.

Preciso deixar ir os meus velhos medos e me livrar, um passo de cada vez, das velhas reações.

São as maneiras antigas que insisto em aplicar, e que já sei, não produzem qualquer resultado.

Eu tenho que ter a coragem de fazer diferente. Tenho que tomar a iniciativa de mudar, e mudar para melhor.

Sei que posso me esforçar para ser uma pessoa melhor, e na maioria das situações, isso não requer qualquer esforço adicional.

Não bloqueie a verdade para si.

A verdade quer se aproximar e se revelar a você.

Não deixe o preconceito, a baixa autoestima, a prepotência e a inveja fazerem uma barreira intransponível às novas ideias.

Manter a mente aberta é uma condição essencial para continuar aprendendo.

Ser cabeça dura é um castigo pesado e gratuito, e pode representar um prejuízo em muitos setores da nossa vida.