Arrogância Posts

Novas soluções para velhos problemas

Novas soluções para velhos problemas

Queremos resultados diferentes fazendo do mesmo jeito, e isso se aplica muito bem quando abordamos velhos problemas.

Queremos fazer dieta, exercícios físicos, abandonar o cigarro, maneirar na bebida e assim por diante. Damos com os burros n’água pois estamos repetindo as mesmas estratégias fracassadas.

Lutamos contra essas coisas anos a fio sem chegar aos resultados esperados.

Temos que tentar novas abordagens, novas soluções. Fazendo do mesmo jeito vamos chegar ao já conhecidos, resultados indesejáveis.

Tente algo novo.

Tente de outra maneira.

Experimente uma nova solução.

Tenha uma reação diferente para cada velho problema na sua vida.

Abandone essa atitude de sabichão. Sabe tudo e já sabe como fazer, normalmente de modo equivocado. Procure acertar fazendo diferente.

Não se deixe consumir pela raiva

Não se deixe consumir pela raiva

Temos muitos motivos para sentir raiva, é uma coisa natural que vem lá de dentro do nosso ser ancestral. No entanto, temos que atentar para o fato que a raiva pode consumir a própria pessoa, e temos que fazer alguma coisa para evitar.

É um mal que infligimos a nós mesmos, e fazemos mal ao ambiente e às pessoas à nossa volta.

Nos ensina Thich Nhat Hanh em seu livro “Aprendendo a lidar com a raiva”,

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Vamos falar bastante sobre a mente e o coração, mas antes, uma dica prática para acessar postagens antigas.

Hoje encerramos uma etapa de 6 anos de postagens diárias, com 2220 postagens, e você pode acessar qualquer dia apenas colocando a data após a URL do blog. Por exemplo, se quiser acessar o dia 13 de outubro de 2014, coloque projetosejafeliz/2014/10/13, ou seja, primeiro o ano, depois o mês e finalmente o dia, todos separados por barra.

A partir do dia 4 de janeiro passarei a postar semanalmente, todas as segundas-feiras.

Na postagem inaugural do blog, falei sobre manter o coração aquecido.

O que te faz parar de aprender – duas razões

O que te faz parar de aprender – duas razões

Temos tantas coisas para aprender, mas antes temos que liberar o caminho, retirando algumas coisas que estão atrapalhando.

Não se apegue muito às ideias velhas, deixe espaço para o novo.

Desaprender é desapegar de velhas ideias que não são mais úteis. Assim como a renovação das células do nosso organismo, precisamos renovar as nossas ideias.

Algumas ideias e convicções são perenes, mas algumas estão caindo de maduro, e, portanto, temos que descartá-las.

Menos prepotência e menos salto alto

Menos prepotência e menos salto alto

Já comentei diversas vezes que humildade não é humilhação. Não se sinta ridículo fazendo coisas miúdas.

Não se julgue muito importante para tratar de coisas pequenas. Até nas coisas pequenas há uma fonte de alegria e de felicidade.

As pessoas que se colocam num pedestal, ficam tão afastadas das coisas comuns que tenho dúvida se aproveitam a vida.

Estão tão distantes das pessoas que não conseguem exercitar a empatia. Não conseguem se colocar no lugar dos outros, pois sequer enxergam os outros.

Não seja irritante com as outras pessoas

Não seja irritante com as outras pessoas

Não seja uma pessoa indesejável no seu meio, seja trabalho ou ambiente familiar.

Se alguém se irritou com o que você disse, não repita, e não alimente a confusão.

Você já deu o seu ponto de vista. Prosseguir só vai dar mais calor na discussão e mais estresse.

Quando você irrita as pessoas, esses sentimentos negativos voltam para você mesmo. Só faz mal a você mesmo.

Sai da escada da arrogância

Sai da escada da arrogância

Não se coloque acima daquele que te fala, pois essa arrogância vai te deixar surdo para a mensagem que você está recebendo.

A superioridade bloqueia qualquer comunicação, e, quando menos, distorce o seu conteúdo da mensagem, entendemos mal, interpretamos às avessas.

Não se coloque num patamar acima daquele que está falando, isso vai dificultar enormemente você ouvir e entender a mensagem.