Arrependimento Posts

Livre-se do labirinto dos seus problemas

Livre-se do labirinto dos seus problemas

Muitas vezes nos sentimos presos num labirinto, rodando em círculos, como se cada problema se configurasse numa parede intransponível.

Passo por onde já passei, volto ao ponto de partida, retomo o mesmo pensamento circular, uma ruminação sem fim.

Há situações onde as pessoas ficam presas num labirinto dos problemas do cotidiano, imaginam um futuro fora do labirinto

Sonhar e agir

Sonhar e agir

Podemos e devemos trabalhar para que os nossos sonhos se transformem em realidade.

Mesmo as coisas que fizemos diferente no passado e agora queremos corrigir, devemos fazer.

Por vezes os desejos envolvem uma conduta melhor.

Desejo ser mais tolerante – quero ser mais compreensivo com os outros.

Desejo perdoar mais – aceitar as pessoas como são.

Tudo isso envolve uma determinação e uma ação permanente e diária. Podemos nos tornar uma pessoa melhor um dia de cada vez.

Pessoas boas fazem maldades.

As pessoas ferem outras não só com os seus atos deliberados de maldade, mas também com seus involuntários equívocos.

Temos que compreender a natureza humana, e nós mesmos para não sair culpando todos, julgando e condenando.

Não somos perfeitos, e sei que já causei mal a outras pessoas. Quando o ato é involuntário, e nos damos conta em tempo, devemos nos desculpar, pois é a coisa mais honesta para manter os relacionamentos saudáveis.

Muitas vezes, nem percebemos que causamos mal, e as pessoas nada falam, se distanciam, e nunca vamos saber.

A raiva que ajuda a sobreviver.

Temos épocas na nossa vida em que sentimos raiva, muita raiva, fruto de algum desgosto profundo,

A raiva, e eu aprendi com Rachel Naomi Remen, médica e professora da Universidade da Califórnia, é uma expressão da mesma força vital que nos faz viver, ou sobreviver.

Temos que inverter um não que dizemos com tanta energia, para o sim que dizemos à vida.

Ao inverter a polaridade dessa força, você vai deixar que ela trabalhe a seu favor.

A energia que desperdiçamos lutando, negando ou mesmo repudiando alguma coisa que não temos qualquer controle pode ser muito bem utilizada para caminhar em outra direção.

Além dos arrependimentos.

Temos que ter a capacidade de viver além dos arrependimentos.

Um pouco de arrependimento é bom, pois nos impede de cometer as mesmas besteiras sucessivamente, mas ficar ruminando sobre tudo que deu errado, se culpar ou culpar os outros não leva a lugar algum.

Sinta o arrependimento, mas não deixe que ele te imobilize, te deixe triste por um tempo além do razoável.

Use a sua energia para trabalhar nos problemas de hoje, deixando de lado os problemas do passado, os resultados insuficientes e as pessoas desprezíveis por traz das situações.

Conduza a vida olhando para frente, enfrentando os problemas e fazendo o que tem que ser feito.

Vença a dúvida.

Vença a dúvida que você tem sobre si mesmo e que limita os seus projetos pessoais.

Reflita sobre o que pensa a seu respeito, desconstrua cada dúvida. Procure as evidências e as certezas e faça com que o resultado seja uma nova imagem de si mesmo.

O nosso caminho é repleto de dificuldades, e não é difícil nos flagrarmos duvidando da nossa capacidade.

Afinal, deixamos de lograr êxito em muitas das nossas empreitadas, e a análise que fazemos sobre os fracassos podem passear por duvidas sobre si mesmo.

Muitas dúvidas, culpas e arrependimentos nos levam à estagnação, e temos que evitar esse estado.

Nunca se arrepender.

Uma maneira certa para ficar estagnado e não fazer mais nada da vida, é acordar de manhã, olhar para o passado e se arrepender. Temos que abandonar esse procedimento negativo e totalmente improdutivo.

É certo que temos que carregar um pouquinho de arrependimento, o suficiente para não cometer as mesmas asneiras repetidamente, mas muito arrependimento é um caminho para não fazer mais nada.

Olhe para frente, considere o que é importante fazer hoje e saia fazendo. Parta para ação.