Catástrofes não tão catastróficas.

Muitas situações que imaginamos catastróficas acabam não se confirmando.

Será que temos uma tendência de imaginar sempre o pior?

Acho que não. Precisamos na verdade é recuperar o senso de proporção.

Nem tudo está perdido, e se tivermos um pouco de calma vamos encontrar a saída.

Tempestade:

Temos que parar de fazer tempestade em copo d’água, como já comentei em postagem anterior.

Buscar a serenidade é algo que vale à pena exercitar, pois na hora do sufoco é o que realmente funciona.

Importante entender que alguma coisa pode estar errada, mas nem tudo está errado. Muita coisa se salva desse nosso catastrofismo.

Isso também vai passar. Não há desgraça que dure para sempre. Respire fundo e deixe a poeira se assentar.

Culpa:

Não é culpa minha, nem tudo tem a minha mão, e muitas coisas acontecem fora do meu controle.

Eu tenho capacidade para lidar com isso. Tenho maturidade suficiente para entender que um pouco de foco, inteligência, e aconselhamento apropriado podem me ajudar a sair dessa situação.

Funciona como se olhássemos para o céu e enxergássemos nuvens negras para tudo quanto é lado.

Se olharmos com um pouco mais de calma e atenção, vamos ver que em algum canto deste céu imenso, uma luz, uma claridade começa a se revelar.

Quem olha somente para a sombra, nunca vai enxergar a luz.

Um olhar positivo para a vida é bom.

Um olhar otimista para si próprio é um recurso valioso.

Levante os olhos dessa bagunça que acontece neste momento.

Olhe o horizonte um pouco mais adiante, e perceba que pode melhorar.

Beco

1 Comentário

xoxobr

about 6 anos ago

A minha mãe é assim, ela em vez de enxergar o melhor, ela sempre pensa o pior que pode acontecer, eu aos poucos estou tentando melhorar isso também, precisamos ser mais otimistas com as coisas ao nosso redor, parar de achar que tudo vai dar errado, as vezes eu acho que são esses telejornais que na maioria das vezes só passa tragédia, e isso acaba de uma forma afetando as pessoas, eu não os assisto com tanta fequencia como antes, não sei se isso é com a maioria, mas depois que parei de assisti-los tanto, fica tudo mais leve, estou procurando ver as coisas de forma mais positiva

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta