Brené Brown.

Brené Brow é PhD, pesquisadora, autora e professora da Universidade de Houston.

Dedicou grande parte da sua vida profissional pesquisando sobre a vergonha. Na esteira do tema principal, outros temas tais como o medo, o perfeccionismo e a vulnerabilidade têm sido objeto de seus estudos.

Brown escreveu e publicou dois livros; I Thought it Was Just Me, e The Gifts of Imperfection, sendo que o último foi traduzido e lançado no Brasil com o título: A Arte da Imperfeição.

Recentemente ela vem se dedicando ao estudo da Vida Plena, que ela chama de Wholeheartedness.

Palestra TED:

Sua palestra no TED, que trata especialmente da vulnerabilidade é um bom passo para se conhecer parte do seu trabalho.

O primeiro livro de Brown, bastante focalizado na questão da vergonha, foi voltado especialmente para a realidade da mulher.

A vergonha está intrinsecamente vinculada ao medo, o medo de ser rejeitada.

Assim como a vergonha adora o segredo, Brown explora o mundo das conexões sociais. Aquelas relacionadas com as pessoas com as quais confidenciamos e resolvemos os nossos problemas de vergonha e medo.

As conexões promovem a afirmação, a aceitação e o pertencimento. Trazem também a empatia, a compaixão e o compartilhamento que são os antídotos contra a vergonha.

É bom lembrar que as conexões casuais e superficiais não estão dispostas a ouvir sobre a sua pessoa, na intimidade. Aliás, elas não conquistaram o direito de ouvir sobre você, o que justifica que tenhamos alguns poucos relacionamentos profundos, amizades de verdade.

Resiliência:

Brown explora nos dois livros o conceito de resiliência à vergonha. Mostra que todos nós temos que desenvolver essa capacidade de lidar com a vergonha com olhar altivo, reconhecendo e superando as experiências que envolvem tal sentimento.

As expectativas pouco realistas que estabelecemos para nós próprias, e ela cita o seu próprio caso da maternidade, criam um campo fértil para a vergonha.

Brown tem o seu próprio website – www.brenebrown.com, bem como seu blog www.ordinarycourage.com, onde podemos navegar pelos suas experiências e ensinamentos.

Beco

4 Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta