Atento para o chamado.

Dizem que, com frequência recebemos o chamado que nos aponta para o propósito da vida,]. Estamos tão atarefados, correndo com os nossos projetos, buscando conforto financeiro que não prestamos atenção.

O chamado que me refiro, é aquela luz que nos aponta para a direção, o sentido da vida. Aquela que nos tira do meio do tsunami, nos traz serenidade e nos provê contentamento com a vida.

Quem corre obcecadamente atrás do conforto financeiro, reconhecimento e status social, vai perder todas as sinalizações do trajeto.

Deixe que a luz ilumine o seu caminho e dê clareza à sua caminhada.

De maneira bastante prática, veja como o seu corpo dá sinais de que você precisa cuidar mais da saúde. Se alimentar adequadamente e fazer algum exercício físico é muito importante, mas de maneira geral negligenciamos e passamos batido por todos esses recados do nosso organismo.

O sentido da vida:

Assim também é com o sentido da vida, e algumas pessoas só se dão conta de que precisam repensar melhor a vida quando sofrem uma drástica guinada, uma enorme queda, uma perda irreparável. Mas não precisa ser sempre assim. Podemos refletir sobre o caminho que estamos seguindo sempre que um chamado, um alerta aparecer no nosso painel.

No entanto, precisamos estar atentos ou não vamos perceber alerta nenhum.

A espiritualidade nos coloca nesse modo de alerta, a generosidade e a compaixão também aguçam a nossa percepção para o sentido da vida.

Contrariamente, a ganância, a inveja e as comparações nos cegam para os chamados, e funciona como se perdêssemos a noção de que acima das nuvens há um sol que brilha sem parar, e que mesmo de noite, em plena escuridão, escondido por detrás do nosso planeta, e contrário aos nossos sentidos, o sol segue emitindo a sua luz.

A vida é abundante para aqueles que percebem o chamado da vida, e será sempre miserável para os que escolhem se entreter com a vida dos outros, comparando suas posses, fofocando sobre as condutas e depreciando os atributos alheios.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta