As promessas que fazemos a nós mesmos.

Todo ano é a mesma coisa. Prometo para mim mesmo que vou cuidar da saúde. Prometo que vou economizar um pouco para as férias. Prometo que vou fazer uma dieta, vou fazer exercícios e vou abandonar algum hábito tóxico.

Isso deve acontecer com tanta gente, e o estranho é que procuramos cumprir as promessas que fazemos para outras pessoas, mas descumprimos e negligenciamos naquilo que prometemos para nós mesmos.

Temo muda isso aí. Temos que levar a sério o que prometemos, pois na hora que prometemos, normalmente estamos fazendo uma reflexão que exige atenção.

Promessa:

De repente temos uns picos de pressão sanguínea, e depois de alguns exames médicos, recebemos a recomendação de fazer dieta e praticar algum tipo de exercício físico. Nesse exato momento, diante da seriedade da circunstância, prometemos a nós mesmos que vamos cuidar mais da saúde, fazer isso e fazer aquilo.

Sábado e domingo são os dias mais visados para fazer tais promessas, e segunda-feira é o dia preferido para iniciar a descumpri-las. Não precisa ser assim, podemos fazer diferente e fazer melhor.

Que tal tomar nota das nossas promessas e fazer um diário de cumprimento das metas?

Comece a lista com a seguinte frase: para o meu próprio bem, prometo…..

Que tal compartilhar com mais alguém as promessas a seu respeito, pode ser a esposa, filhos ou colega de trabalho.

As pessoas costumam cobrar, e você acaba tendo um estimulo ou empurrão adicional para cumprir o que prometeu.

Você não prometeu parar de fumar na segunda-feira?

Você não disse que estava fazendo uma dieta?

Você não disse que frequentaria a academia de ginástica duas vezes por semana?

Porque é tão difícil cumprir o que prometemos a nós mesmos?

Será que precisamos de alguém nos vigiando 24 horas para não negligenciarmos nas promessas que, afinal de contas, são em nosso próprio benefício?

No fundo, precisamos, pois temos esse péssimo costume de negligenciar consigo próprio. Precisamos ser permanentemente lembrados disso.

Que tal criar uma maneira própria de ser lembrado?

Pense nisso e comece hoje mesmo.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta