As coisas ao meu modo.

Pare de querer que o mundo se conforme ao seu desejo e aos seus pensamentos.

Pare de querer tudo a seu modo, pois isso é uma fonte de frustração e infelicidade.

Mais aceitação e menos intransigência.

Mais flexibilidade e menos perfeccionismo.

Embora o mundo não seja perfeito, é o melhor que existe.

Leo Babauta sempre nos inspira a aceita o mundo tal como ele é, deixar e aceitar mais o curso das coisas.

 Comenta Babauta, que qualquer que seja a estrutura que montemos na nossa vida, mesmo com muitos hábitos saudáveis que tenhamos construído, muita coisa foge ao nosso controle, e se nos deixarmos dominar por tais coisas, encontraremos uma enorme fonte de estresse, frustração e rancor.

A solução é aprender a ir com o fluxo, com a corrente. Às vezes imaginamos uma rotina matinal tranqüila, sem atropelos, e de repente um vazamento de água nos coloca em polvorosa. Você fica bravo, decepcionado, mas é algo que foge ao seu controle. O melhor é aceitar, fazer o que tem que ser feito, evitando que isso arruíne todo o seu dia.

1-Aceite que você não controla tudo – Sabemos que não controlamos o universo, mas às vezes, nos comportamos como se fosse o contrário.

O meu controle não é efetivo mesmo no meu pequeno círculo de influência. Aceite que imprevistos podem acontecer e que você pode não ter controle sobre eles, e isso não deve te frustrar.

2-Esteja consciente – Toda vez que ficar frustrado e desapontado com o andamento das coisas, faça uma pequena anotação. Esteja consciente desse seu sentimento, e isso é o primeiro passo para a aceitação e serenidade.

3-Respire – Quando estiver desapontado, rancoroso, dê uma respirada profunda, isso vai te acalmar. Entre em contato com o seu corpo, pratique e terá exercitado algo importante.

4-Veja a perspectiva – Se afaste um pouco emocionalmente da cena, para poder observar com mais tranqüilidade. Quando estamos no olho do furacão, não temos idéia de como a coisa é vista de fora. Uma vista panorâmica, e até distante um pouco no tempo pode ajudar. Muita coisa negativa perde a importância quando vista uma semana ou um ano a partir do momento presente.

5-Pratique – Nada do que iniciarmos, nos tornará hábeis desde a primeira tentativa, temos que praticar para que o aprimoramento venha com o tempo. Foi assim quando aprendermos a ler, escrever ou dirigir.

6-Pequenos passos – Comece pequeno, se os problemas familiares são mais difíceis de aceitar, que os problemas profissionais, comece pela segunda categoria. Comece com pequenas colheradas ao invés de uma pratada completa.

7-Ria – Aprenda a rir de si mesmo quando não há o que fazer. Ria das suas próprias falhas, como maneira de aceitá-las e resolvê-las. Ria mesmo quando não for engraçado, pois vai te ajudar a se deslocar para fora da situação, para olhar com uma perspectiva mais ampla.

8-Mantenha um diário – Faça anotações de como você está se saindo nessa empreitada. Veja o que funciona e o que não funciona, e corrija o que estiver ao seu alcance.

9-Medite – A meditação é um recurso valioso a ser praticado todos os dias. Se não, utilize outros recursos para acalmar a frustração, uma xícara de chá, um banho confortante. Aceitar as coisas é um processo longo e você está apenas começando, não perca o ritmo.

10-Perceba que você não controla as pessoas – O desafio mais difícil é não ficar frustrado com as pessoas quando agem em desacordo com o nosso desejo. Eles agem de acordo com a personalidade de cada um, e devemos aceitar isso.

11-Aceite as mudanças e a imperfeição – Quando as coisas estão se encaixando no nosso desejo, não queremos que nada mude, mas isso eventualmente acontece, e muitas vezes fora do nosso controle. O que julgamos perfeito pode mudar, e o que esperamos ser perfeito pode nunca chegar.

12-Aceite a vida como um fluxo de mudanças, de caos e de beleza – O perfeito pode não ser o ideal, e o caos pode conter beleza. O mundo é belo em tudo que nos cerca, se entendemos como perfeito.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta