Aprenda mais sobre si mesmo atentando para as suas reações ao que acontece

Aprenda mais sobre si mesmo atentando para as suas reações ao que acontece

As nossas reações podem não ser adequadas para aquilo que estamos vivenciando.

Reagimos a tudo que nos acontece de acordo com aquilo que somos, sentimos e pensamos.

É como um espelho que rebate o que está na frente.

Nós somos assim.

Quando algo que estamos lidando nos afeta de fato, é sinal que temos internamente algo que reflete isso.

Se você não tivesse uma referência interna sobre a situação, isso ia passar por você sem ser refletido – passaria batido e você sequer notaria.

Você é o reflexo das suas reações.

Preste atenção nas coisas e nas pessoas que provocam uma reação adversa em você, e busque essa referência dentro de si mesmo.

Os defeitos que não gostamos nas pessoas, muitas vezes são deficiência que estamos tentando eliminar em nós mesmos.

Philip Card:

Philip Card no artigo que escreveu para o Journal Sentinel aponta que ele se sentia desconfortável com os opinadores (opiniators), os sabe-de-tudo, e que percebeu que ele próprio é um opiniator.

Levou muitos anos para ele perceber essa sua característica, e só assim pode trabalhar essa questão de ouvir mais, de ter uma mente mais aberta.

Diz ele que esse tipo de reflexo nas relações acontecer de maneira imperceptível, e que as pessoas partem para criticar e atacar os outros baseados apenas no reflexo, desconsiderando o que é que está refletindo dentro de nós.

Philip, um psicoterapeuta conta casos de clientes que aprenderam a ler o processo de reflexão e abraçaram a oportunidade de conhecer um pouco mais de si mesmo.

Investir mais tempo e energia conhecendo a si próprio, certamente paga dividendos na nossa empreitada pela busca da felicidade.

Não podemos mudar aquilo que sequer percebemos ser necessário, e quando nos julgamos perfeitos, aí mesmo é que não sabemos nada de nós mesmos.

Quando percebemos nossos defeitos estamos a meio caminho de melhorar – precisamos apenas um pouco de determinação e iniciativa para se colocar a caminho.

É como a mudança de endereço – saber do novo endereço é uma parte da mudança – se movimentar na direção do novo endereço é a outra parte que temos que completar.

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta