Ao seu alcance

Coloque os seus objetivos ao seu alcance, e conjugue suas ações e iniciativas voltadas para tais objetivos.

Quando imaginamos os objetivos ao nosso alcance, não significa que vamos atingir, pois podemos agir no sentido contrário, ações equivocadas, falta de empenho e dedicação.

Quando colocamos as metas fora do nosso alcance, nos desanimamos de cara, e acabamos não atingindo nem mesmo os pontos intermediários, no fim, é a receita para a estagnação.

Temos que manter o senso de maestria, sentir que estamos realizando, que estamos chegando a algum lugar.

Sempre imaginamos coisas fantásticas que podemos fazer, mas temos que examinar com clareza e realismo se vamos dar conta de concluir. Será que vale a pena incluir tudo isso na nossa lista de coisas a fazer?

Os sonhos:

Nem todos os sonhos são possíveis, mas isso não deve nos desencorajar de sonhar e buscar a realização dos sonhos.

Não devemos cobrar de si mesmo fazer coisas impossíveis. Vamos ser sempre alvos de críticas severas de nós mesmos.

Colocar ao seu alcance não significa relaxar e se cobrar apenas de coisas que fazemos com as mãos amarradas.

Temos que enfrentar os desafios, e mais ainda, nos permitir desafios que nos projetem para frente.

Olhe a sua vida com uma perspectiva mais ampla, compreenda o significado, o sentido da vida, e recheio isso tudo com objetivos que façam sentido.

Mantenha o seu olhar na direção dos objetivos, e mesmo que as distrações do cotidiano te desviem, é preciso ter a mente focada naquilo que você se propõe a ser e a fazer.

Uma longa jornada começa com o primeiro passo e quanto mais caminhamos nessa direção, mais próximos estamos do objetivo.

Se mantenha energizado, motivado, e em movimento. Procure sempre a ajuda dos outros, é sempre melhor quando fazemos com outras pessoas. A cooperação melhora os resultados e permite que empreendamos projetos mais arrojados.

Muito embora o futuro seja bastante imprevisível, temos que calibrar as nossas ações mirando os objetivos, e fazer o que está ao nosso alcance.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta