Amenize as memórias ruins.

Procure amenizar as memórias ruins.

Inevitável tê-las no palco da nossa lembrança, e por mais que tentemos nos livrar delas, mais elas aparecem para nos incomodar.

A nossa mente fixa mais as coisas ruins quando comparadas com as coisas boas, e temos que utilizar algum artifício para amenizar os seus efeitos.

Mesmo quando vivenciamos tantas coisas boas quanto ruins, a nossa mente tende a achar que somos azarados, e que tudo de ruim acontece com a gente.

Fixar eventos positivos:

Temos que fazer um esforço para fixar bem os eventos positivos, ao passo que trabalhamos para amenizar os eventos negativos.

Uma maneira eficiente é retrabalhar cada evento negativo na nossa mente. Tire um pouco da sua tinta negra, elimine a culpa e a vergonha que você está sentindo e aceite que tudo é temporário. Isso também vai passar.

Tudo passa, e mesmo as coisas ruins acabam sumindo com o tempo.

Outra coisa boa para ter em conta, é que nem tudo é completamente ruim – examine com um olhar positivo, tirando alguma lição.

Chute no traseiro:

Dizem que até um chute no traseiro nos impulsiona para frente. Atente para as lições que vem com os eventos negativos e automaticamente você vai conseguir amenizar as más lembranças.

Costumamos nos alarmar, guardar rancor e sentir medo de maneira desproporcional, pois o mundo não é assim tão perigoso. O nosso cérebro foi assim formado a milhões de anos, e precisamos nos utilizar de alguns mecanismos para driblar tanto alarmismo.

Olhe as pessoas com um olhar mais generoso.

Olhe as situações com o olhar de aprendiz.

Olhe a própria vida com gratidão.

Sinta-se abençoado e seja feliz.                                                                                               R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta