Ajude quem está em sofrimento.

Quando alguém te impõe algum sofrimento, olhe para ver se ela não está em sofrimento. Pode ser porque o sofrimento dela mesmo não consiga ser contido e acaba espirrando em você. Quando isso acontece, temos o ímpeto de revidar, de impor a ela mais sofrimento. Pense um pouquinho se o melhor não é ajuda-la. Oferecer alguma forma de apoio para que o sofrimento dela própria possa ser amenizado.

Pense numa situação em que seu ente querido está em sofrimento. Qual o tipo de providência você tomaria para aliviar o seu sofrimento?

Quando a situação for semelhante com alguém que te coloca em sofrimento, faça alguma analogia. Pense um pouco mais na cura e não no sofrimento.

Thich Nhat Hanh:

Imagine as frases ensinadas pelo monge Thich Nhat Hanh:

-querida, eu estou com você (esteja junto com a pessoa em sofrimento, pois o melhor que você pode oferecer é a sua presença);

– querida, eu sei que você está ai (mostre o contentamento e a satisfação de estar junto – o prazer de simplesmente estar vivo naquele momento);

– querida, eu sei que você está em sofrimento e por isso estou aqui por você (traga o alívio com a sua presença plena);

Quando somos nós mesmos que sentimos a dor e o sofrimento, use a seguinte frase: – querida, eu estou em sofrimento, estou fazendo o meu melhor, por favor, me ajude.

Lidar com o sofrimento dos outros é algo que temos aprender a fazer, pois o que une as pessoas é o sofrimento. Como dizem no budismo, a única coisa comum entre as pessoas é o sofrimento, e por isso mesmo, exercitamos a compaixão.

Sentimos nós mesmos a dor do outro e experimentamos a urgência de fazer algo para que essa dor cesse.

Esteja de coração junto de quem está em sofrimento. Quando for você mesmo a pessoa que sofre, esteja junto dos entes queridos e pratique a autocompaixão,. Se pegue no colo, aceite a dor e amenize o sofrimento.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta