Ainda bem que tenho problemas.

Ninguém está imune de problemas, e o lado bom disso é que os problemas são fontes inesgotáveis de aprendizagem e de exercício da sua capacidade de realização.

Ainda bem que tenho problemas suficientes para aprender a ser uma pessoa mais capaz e mais realizada.

Não tivesse tido problemas para resolver ao longo da minha vida, não teria aprendido tudo que aprendi.

Hoje, quando enfrento um problema, qualquer que seja, mesmo que não veja a solução, faço uma reflexão: sou capaz.

Confio também que terei sempre uma ajuda Superior.

É uma oportunidade de ser confrontado com as dificuldades, que agora que você reconheceu, se tornaram os seus desafios.

Uma lição muito importante, como ensina Lama Zopa Rinpoche no seu livro – Transforming Problems Into Happiness – Transformando Problemas em Felicidade: desenvolver uma nova atitude frente aos problemas.

Segundo o Lama, temos que passar a gostar dos nossos problemas, enxergando os benefícios deles para o nosso crescimento.

Segundo ele, ao desenvolvermos um novo olhar e  uma mente resiliente, os problemas se tornarão leves e macios como o algodão.

A dor e o sofrimento estão em enxergar somente os problemas.

Não devemos ainda, usar os problemas como uma desculpa para não melhorar, uma desculpa para se esconder, ou uma muleta para demonstrar alguma incapacidade que na verdade não temos.

Importante – o problema não se resolve sozinho, e desenvolver uma nova atitude não quer dizer eliminar os problemas.

É preciso agir, assumir a responsabilidade e buscar as soluções – é aí que está a aprendizagem.

Não deixe o problema perturbar a sua mente.

Passe adiante.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta