Aceite as feridas e elas irão se fechar.

As cicatrizes podem ficar, mas serão apenas lembranças das adversidades vencidas.

Assim como acontece no nosso corpo físico, a nossa parte emocional também foi feito para se curar.

Os ferimentos emocionais devem se fechar, mas alguns cuidados merecem atenção.

Aceitação é a primeira providência. Não lute inutilmente contra aquilo que já passou. Não faça um julgamento venenoso contra as pessoas. Exercite a compaixão consigo mesmo.

Assim como tiramos uma lição quando nos queimamos e nos ferimos fisicamente, a lição emocional deve ser aprendida.

A cura será mais rápida se exercitarmos o perdão e a nossa capacidade de se livrar da culpa.

Não carregue a raiva, pois ela retarda a cura.

Dizem que se leva tempo para perdoar, e é por isso que as feridas demoram a se fechar.

Imagine que alguém te feriu fisicamente, e você só toma providências para cuidar do ferimento depois que a pessoa mostra arrependimento, pede desculpas e você finalmente a perdoa.

A infecção vai tomar conta do ferimento, e a coisa pode ficar séria.

Nem pense na vingança, pois aí, o ferimento pode ficar incomodando para sempre.

Não deixe as dores do passado te assombrando o presente.

Chega um momento que pouco importa se você está certo ou errado – o que importa é tratar as feridas e permitir que o desconforto desapareça gradativamente.

Tome ciência completa das ações e dos acontecimentos. Assuma a responsabilidade daquilo que lhe cabe. Aceite aquilo que está fora do seu controle.

Perdoar não é se reconciliar com a outra pessoa, mas sim se libertar dessa carga negativa, e isso só você pode fazer.

Quando nos mantemos focados nas pessoas que nos machucaram e nos nossos sentimentos feridos, damos a elas o poder de manter as nossas feridas abertas.

Assuma o poder e a capacidade de curar as próprias feridas.

Beco

1 Comentário

Rafaela Ferrari Adesivos Impressos

about 4 anos ago

ADOREIIIIIIIII O BLOG ACABEI DE CONHECER ...

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta