A vida é uma sala de aula.

A vida é mesmo uma sala de aula. Quando o aluno estiver pronto o professor aparecerá, e para o bom aluno, qualquer um pode ser professor.

Isso quer dizer que para aquele que está disposto a aprender e tirar lições da vida, qualquer circunstância, seja alegre ou penosa, pode ser uma lição.

A vida é realmente uma sala de aula.

Há uma infinidade de coisas que não aprendemos na escola e sequer nas lições dos nossos pais.

O cotidiano nos ensina:

Aprender a escolher sua companheira é uma delas, e esta escolha impacta largamente sua vida. Ela pode ser a mãe dos seus filhos e sua companheira por toda vida.

Apenas esta lição se desdobra em outras tantas, a do companheirismo, da empatia, da compreensão, do amor e tantas outras.

Avaliar e se engajar em relacionamentos pessoais é um mundo de lições, e o cotidiano do trabalho, do lar e das amizades é são grandes laboratórios para essa aprendizagem.

A construção de uma rede sólida de relacionamentos é o resultado de todas essas lições aprendidas. Nem tanto pelos recursos das redes sociais digitais, mas pelos amigos de sempre, de carne e osso.

O exercício dos sentimentos mais puros da compaixão, gratidão, generosidade, do amor e do altruísmo são exercitados permanentemente, e parece que sempre temos muito a aprender.

As habilidades valiosas da aceitação, da empatia, da cooperação e da amizade são também ensinadas.

Auto-conhecimento:

O auto-conhecimento, as descobertas pessoais estão no caminho da vida, mas há que encontrá-las de fato, e para isso temos que estar atentos. É importante compreender o que nos motiva e aquilo que podemos fazer de melhor.

Gostar de si mesmo, cuidar de si pode ser uma lição difícil, e muitas pessoas se perdem em hábitos nocivos e tóxicos.

Um mundo de lições práticas é exercitado no trabalho, nos estudos e nas finanças.

E muito importante são as lições que aprendemos perseguindo os nossos sonhos e anseios mais profundos.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta