A química do nosso cérebro.

Deixe que a meditação trabalhe no seu organismo – experimente.

A meditação estimula um processo químico que é favorável à saúde do nosso cérebro, e consequentemente, também para todo o nosso organismo.

No passado, essa conexão era pura especulação, uma vez que a meditação era associada às religiões orientais, e não poderia ser objeto de qualquer refutação ou comprovação científica. Ciência e religião caminhavam separados, e ainda caminham , mas alguma coisa vem mudando.

Neurociência:

Os neurocientistas avançaram um bocado com os exames de imagem específicos para compreender a conexão mente-cérebro-corpo. Estudaram como o cérebro processa as emoções cotidianas.

Um esforço científico exemplar é conduzido pelo neurocientista Richard J. Davidson na Universidade Wisconsin-Madison nos Estados Unidos,. Por meio de várias unidades ali instaladas, dentre elas, o Lab for Affective Neuroscience e o Center for Investigating Healthy Minds do qual ele é o fundador.

Davidson é hoje, uma das autoridades no conhecimento de praticas orientais e seus efeitos na força de trabalho, procurado por companhias de porte mundial que já convidam os empregados para praticar a meditação, com objetivo de melhorar a atenção, a saúde e o desempenho.

Mesmo grandes empresas de saúde seguem esse caminho, e vale comentar o caso do CEO da Aetna, Marco Bertolini, uma mega empresa de planos de saúde, que descobriu a yoga e a meditação quando teve um acidente de sky e sofreu séria lesão no pescoço. A dor era tanta que o levou a buscar praticas não convencionais da medicina. A sua experiência com a yoga e a meditação foram tão animadores que ele passou a incluir tal prática na própria empresa.

Sabe-se hoje, que as pessoas que praticam a meditação cotidianamente, apresentam diferenças de funcionamento cerebral. Mesmo quando não estão meditando, os benefícios para a saúde são verificados..

A meditação promove redução no estresse e ansiedade, melhora a memória e aumenta a criatividade, além dos benefícios já apontados.

Acalmar a mente permite ouvir a si mesmo, enxergar o mundo externo e as pessoas com um olhar mais compassivo.

Comece devagar, poucos minutos, e ao se sentir melhor, a prática vai se incorporando ao seu cotidiano.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta