A picada de cobra.

Quando somos agredidos, é como uma picada de cobra. Temos um impulso natural de correr atrás do agressor, revidar, dar o troco.

Dizem que quando somos picados por uma cobra, devemos cuidar logo do ferimento e dos cuidados consigo próprio.

A pior coisa é querer sair correndo atrás da cobra para matá-la. Assim, com a aceleração do batimento cardíaco, e o metabolismo em ritmo de guerra, o veneno se espalha rapidamente e o desenrolar pode ser fatal.

Saúde:

Temos que cuidar do ferimento e da nossa saúde em primeiro lugar.

Tampouco temos que ficar elucubrando sobre os pensamentos e propósitos da cobra ao nos picar, pois isso não vai contribuir de maneira alguma para o nosso estado físico.

Assim também acontece quando somos molestados moralmente ou verbalmente.

Temos que cuidar dos efeitos em nós mesmos, e qualquer iniciativa para se vingar, revidar, acaba aumentando e prolongando o nosso sofrimento.

Temos que exercitar o desligamento adequado, um certo distanciamento do nosso agressor, o suficiente para evitar que ele siga nos molestando.

Cuidar de si é sempre a melhor recomendação. No entanto, no calor da agressão, acabamos nos esquecendo de nós mesmos, tal é a raiva e o rancor que sobe à cabeça e envenena o nosso coração.

Aliviar a mente:

Deixe passar o incidente na sua mente. Faça de tudo para que a ferida se feche rapidamente e siga a vida adiante.

Quando deixamos que a raiva e o ressentimento povoem a nossa mente, estamos sim criando condições que se desenvolva o estresse, baixa na imunidade, e tantos outros males.

A pessoa que é saudável na mente e nas emoções, tem maior chance de ser saudável fisicamente.

Devemos evitar que o dano em nós mesmos seja amplificado, e fazemos isso concentrando a nossa atenção na nossa própria saúde.

Quem mantém o agressor na cabeça, mantém também no coração e atado aos seus pés, como uma bola de ferro. A limitação é enorme, e impede a nossa desenvoltura e o nosso crescimento pessoal.

Viver e crescer já uma empreitada e tanto, devemos fugir de limitações inventadas e desnecessárias.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked