A página do obituário.

Você não precisa checar a página do obituário para saber que está vivo.

Se levante da cama, sinta o ar fresco da manhã encher os pulmões, dê graças por estar vivo e siga em frente.

O dia é maravilhoso e está apenas começando.

Disse Paulo Coelho:

Vale repetir o que disse Paulo Coelho sobre o que deseja que sejam os escritos em sua lápide: “Aqui jaz quem morreu vivo”.

Comenta o autor que muita gente pensa que está vivo, mas já morreu há tempos.

Temos que cair fora dessa via de zumbis, sem vontade própria, comandado pelo status, moda e poder.

Estar vivo é uma benção, e temos que nos dar conta disso todo momento.

A sabedoria não está em recitar a ciência ou a filosofia em quatro idiomas, mas reconhecer a riqueza e abundância da vida nos mínimos detalhes, gostar de si mesmo e perceber o próprio crescimento, um dia de cada vez.

Vivemos em comunidade e nos regozijamos com a presença dos outros, mas estamos aqui para servir, ser útil, ajudar e ser ajudado. Estabeleça uma rede rica de cooperação, empatia e compaixão.

Precisamos de proteção, e há momentos que isso se torna evidente. Proteja os outros, tome conta dos pequenos, e estimule os pequenos a tomar conta dos pequenininhos. Isso vai torna-los fortes e resilientes – seres completos.

Pense no propósito da sua vida, reflita sobre o significado, o que explica você estar vivo, acordar todo dia e ir para o trabalho.

Sias escolhas:

Não abra mão de suas escolhas, e isso é que nos diferencia dos animais. Podemos analisar, ponderar e decidir por conta própria.

As nossas escolhas podem eventualmente nos levar a caminhos tortuosos e terremos pantanosos (ex. hábitos tóxicos), mas temos a capacidade de dar meia volta e reassumir o controle de nossas vidas, e mais do que isso, o poder de viver sem arrependimentos.

Coloque o amor acima de tudo. Faça tudo com amor, mesmo as atividades mais cartesianas.

Olhe com bons olhos, generosos, e capazes de enxergar o bem e transmitir à mente um sinal de urgência de fazer o bem.

Cuide da saúde, repouse, e aprenda cada vez mais, a gostar de si mesmo.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta