A medrosa dentro de si.

Olhe bem para a medrosa dentro de si. A coragem não é ausência de medo, mas a capacidade de agir a despeito do medo, já comentei várias vezes.

Olhe para a pessoa medrosa dentro de si e trate de encorajá-la para sair em movimento.

Não se perca no meio dos problemas, não deixe que eles te intimidem, e encare-os corajosamente.

Procure uma paz mental menos refém dos pensamentos negativos e derrotistas. Afinal, nem tudo está errado.

Há momentos que nos defrontamos com tantos insucessos, tantas iniciativas acabam travadas e nós mesmos nos sentimos imobilizados, desencorajados.

Nem tudo está perdido:

Temos que ter calma e analisar honestamente a situação – afinal, nem tudo está perdido.

Além do que, somos uma pessoa integral, com medo e coragem, com entusiasmo e por vezes totalmente exaurido e derrotado. Temos que forçar a balança um pouco mais para números positivos.

Faça um pequeno movimento rumo ao positivo e sinta a própria energia mostrar uma leve tendência de equilíbrio, assim como uma gangorra que, num leve toque se põe em movimento.

Olhe para dentro de si, percorra suas histórias de sucesso e superação, e encontre a dica para empreender esse pequeno movimento positivo.

Faça, com calma, paciência e gentileza consigo mesmo e sinta o efeito prodigioso.

Converse com alguém que tenha uma atitude positiva e construtiva, explore um pouco as circunstâncias, e com a mente aberta, perceba o seu coração assimilar alguma energia positiva.

Muitas vezes fazemos tempestade em copo d’água, e precisamos de alguém para nos chamar a atenção.

Também nos sentimos confusos no meio de tantas adversidades e precisamos de ajuda até mesmo para traçar uma linha de prioridades.

Sobretudo, não deixe que o medo de neutralize. Sinta o medo, mas siga em frente a despeito dele.

Toda vez que a mente entrar num ciclo de perguntas e respostas rápidas neuróticas, ruidosas e improdutivas, se acalme, se afaste um pouco dos problemas (mentalmente) e deixe que os pensamentos entrem em harmonia.

O medo e a confusão não são seus defeitos, e você não tem que lutar contra eles. Simplesmente faça com que eles reduzam o poder de te colocar em modo de espera.

R.S. Beco

1 Comentário

Jovita Capitão

about 3 anos ago

Obrigada mais uma vez pelas suas palavras. Gosto de passar por aqui porque leio sempre alguma coisa positiva que me encoraja. Fico feliz por saber que as circunstâncias menos boas não são culpa minha. Estou a passar por algumas provas neste momento mas sei que vou conseguir supera-las. Ninguém é perfeito e nem é preciso sê-lo. Basta apenas ser feliz! Continuação de um óptimo trabalho! Jovita Capitão. http://www.rainhadasinsonias.blogspot.pt/

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta