A luz no seu caminho.

O caminho pode se fazer escuro, e sempre imaginamos uma luz chegando para dar segurança aos nossos passos.

Temos muitas dúvidas e especialmente quando estamos em dificuldades, as escolhas não parecem tão evidentes e diretas. Tememos as consequências, levantamos dúvidas se as coisas irão mesmo acontecer.

É bom ter sempre uma fonte de iluminação, uma crença em uma Força Superior, mas podemos também lançar mão de outro recurso valioso. Quando ajudamos o outro, acendendo uma luz para ele, e essa mesma luz vai iluminar o nosso caminho, disse Buda.

Iluminar o caminho:

Ajudar o outro funciona como se trouxéssemos a luz para o nosso caminho. A luz que você providencia para o outro nunca ilumina apenas o caminho dele.

Quando ajudamos o outro, ajudamos a nós mesmos. Dizem até que o maior beneficiário somos nós mesmos.

Ninguém sabe de tudo quando vai resolver os próprios problemas – precisamos sempre de alguma ajuda.

Ajudar é uma benção, um privilégio, e não devemos deixar passar nenhuma oportunidade de exercitar.

A luz não ilumina apenas aquilo que atinge diretamente, mas se reflete em tantos objetos, e nos surpreendemos com o alcance de seus efeitos.

Ajude:

Assim também acontece quando ajudamos. Essa luz se reflete em tantos aspectos da nossa vida, e vamos nos surpreender com a virtuosidade desse fenômeno.

Não é a toa que coisas boas acontecem com pessoas boas. É o reflexo da maneira como seguem a sua vida – generosa e altruísta.

O individualismo tem o seu lugar quando se trata de cuidar de si próprio, não descuidar do seu crescimento pessoal e não negligenciar com os seus sonhos e desejos.

Mas o egoísmo pode pedir passagem quando olhamos excessivamente para si próprio.

Estar bem com os outros e uma condição essencial para estar bem consigo mesmo.

Ajude, fique bem, e seja feliz.                                                          R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta