A inveja mata.

De onde surgiu essa afirmação tão usual?

Existe algo de bom na inveja?

Excelente mensagem de hoje no Goodlifezen, postado por Stefanie Flaxman, que fala exatamente sobre a inveja.

Stefanie Flaxman:

Diz Stefanie que a inveja é algo natural no comportamento humano.

Desejamos o que os outros têm.

Queremos fazer o que os outros estão fazendo.

A coisa fica ruim quando esse sentimento não vem acompanhado de qualquer ação, ou atitude.

Se queremos algo, temos que ir à luta, fazer por merecer.

Se ficamos apenas desejando o que o outro tem, a realidade do nosso cotidiano acaba se tornando um mundo de comparações de quem tem e o que tem – enfim, não leva a nada e traz uma enorme infelicidade.

Um olhar diferente:

Quando olhamos para além daquilo que o outro tem, mais especificamente para o processo que o levou conseguir isto, podemos identificar o caminho que devemos seguir para chegar lá.

Se sua amiga conseguiu um bom emprego por ser fluente em inglês e é isso que está te faltando, a ação fica clara aqui.

Interessante também é perceber se algo que a outra pessoa conseguiu, lhe trouxe felicidade e um bem estar durável. O que corriqueiramente acontece, é que bens materiais produzem um efeito muito curto na satisfação das pessoas, e devemos levar isso em conta quando tentamos imitar os outros.

Outro ponto interessante é perceber aquilo que realmente te traz felicidade e não aquilo que aparentemente está trazendo o bem estar de outra pessoa. As pessoas são diferentes e as preferências podem não coincidir.

Crie seus projetos e estabeleça os seus próprios mecanismos de recompensa.

Olhe mais para si mesmo.

Tire os olhos dos bens e realizações dos outros.

Preste atenção nas suas coisas e nas suas preferências.

Beco

1 Comentário

claudio

about 6 anos ago

Olá Beco! Navegando por aí, vim parar aqui. Seu blog é sensacional. Quanto texto bacana. li vários posts e voltarei para ler o restante e as novidades. Parabéns e um abraço.

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta