A gratidão e a retribuição.

Nunca conseguirei retribuir ou passar adiante tantas graças que recebi e sigo recebendo.

Penso sempre em dar e retribuir, mas aprendi que não devo pensar na medida nem na paridade daquilo que me foi agraciado e daquilo que tento compartilhar. O balanço sempre vai dar vantagem para aquilo que tenho recebido.

Tendo isso em mente, decido simplesmente ser bom e fazer o bem, ajudar. Não analisar o dar e receber – simplesmente dar.

Sou uma pessoa abençoada por tudo que a vida tem me dado.

A luz vai chegar:

As dificuldades foram muitas, mas a luz para cada uma delas veio quando mais precisava.

A Força Superior, o Deus da minha crença sempre esteve comigo, e se apresentou de maneira generosa e poderosa na hora da necessidade.

A vida é mesmo uma escola de abundantes oportunidades, não só para mim, e acredito, para todo mundo.

Vislumbro sempre um mundo de coisas para fazer e desfrutar, e consigo enxergar a beleza nas mínimas coisas.

Tenho uma gratidão enorme pelas bênçãos e pela chance de estar ali naquele momento, para presenciar, aproveitar e aprender com aquela situação.

Sinto uma satisfação incontida nas amizades que fiz e nas pessoas que conheci, mesmo que de passagem, pessoas que só me encontrei uma única vez.

Gratidão e felicidade:

Sei que a gratidão é um ingrediente fundamental para a felicidade, e agradecer sempre abre as portas para mais graças.

Eu quero continuar recebendo, e hoje sou consciente de que, mesmo com o maior empenho em dar, sempre estarei em desvantagem – sempre receberei mais.

Quando chego ao final do dia e penso em apenas três coisas que me foram agraciadas, fico na dúvida em escolher três, pois me vêm à mente muitas, várias, e certamente estou me esquecendo de tantas outras.

Enumere as bênçãos e não os problemas. Repasse na memória a gratidão e não a maldição, e vai se surpreender em quanto a vida tem lhe abençoado.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta