A exuberância da natureza humana.

A natureza humana é fantástica. Quanto evoluímos nesses milhões de anos, e é bem possível ver muitas mais nos próximos milhões de anos para frente. Parece conversa darwiniana, mas simplesmente quero chamar a atenção para a maravilha que é a natureza humana.

Veja o corpo humano, a capacidade que ele tem de operar bem. Qualquer alteração na nossa rotina, mais requisito físico, mais alimento, menos água, menos sono, e toda essa máquina conduz um processo enorme de adaptação.

Temos que refletir sobre esse milagroso processo de adaptação que ocorre inconscientemente no nosso organismo, e fazer um paralelo à adaptação que deliberadamente fazemos na nossa vida diante das novas realidades.

Adaptação:

Acredito que o sucesso que podemos ter na nossa vida tem muito a ver com a nossa capacidade de se adaptar a tudo que a vida nos oferece.

Facilmente nos esquecemos desse atributo e ficamos paralisados quando um problema maior nos aparece.

Temos que nos mirar no nosso fantástico organismo e usar os recursos e a criatividade para sair em busca de uma adaptação.

Não me refiro à adaptação silenciosa e conformista, do tipo se enfiar debaixo das cobertas e evitar sair de casa hoje.

É a adaptação criativa e corajosa de quem não vai fugir dos problemas, muito pelo contrário, vai enfrenta-los de frente, com a cabeça erguida.

A criatividade envolve principalmente olhar os problemas e circunstâncias com um olhar diferente.

Sempre ouvi que é uma ilusão querer resultados diferentes, fazendo as coisas da mesma maneira.

Temos que experimentar maneiras diferentes, usar a criatividade, encarar as situações com coração e mente aberta.

O mundo vive em constante movimentação e os problemas também mudam suas características.

Os problemas enfrentados pelos nossos pais durante a nossa criação adquiriram novas fisionomias na criação de nossos filhos.

As questões que enfrentamos no ambiente de trabalho também se alteraram bastante, e seguem se modificando.

Temos que nos adaptar, inspirados pela capacidade mágica que o nosso próprio organismo faz a cada segundo ou microssegundo.                                                                     R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta