A energia das desculpas.

Atenção para o poço de energia das desculpas. A energia que gastamos para construir uma boa desculpa deveria ser utilizada para agir, seguir em frente. Errar é humano. Temos que levantar a cabeça e seguir em frente, com as lições aprendidas.

Quando digo energia, é fundamentalmente a energia mental, pois as soluções para os nossos problemas não estão nas desculpas que construímos para explicar os nossos erros e fracassos.

No fundo, já sabemos onde erramos, mas pensamos em construir as desculpas totalmente voltadas para os outros, o que os outros pensam, como vão me julgar e criticar.

Muito foco nos outros, também significa pouco foco em nós mesmos, uma barreira à felicidade.

Desculpas desnecessárias:

Se pergunte que ação você pode tomar agora, hoje mesmo, e que vai tornar as desculpas totalmente desnecessárias. Assuma agora, faça o que tem que ser feito, sem desculpas.

Mergulhe fundo nesse ímpeto para construir uma desculpa e verifique se as razões são mesmo infundadas e improdutivas.  Faça alguma coisa. Pense o melhor de si mesmo e evite que as desculpes te amarrem muito tempo nos erros.

Olhe para frente, olhe para novas ações, sucesso e realizações.

As pessoas perfeccionistas evitam olhar para os erros, os rejeitam, os afastam, mesmo depois de cometê-los.

Esse afastamento não permite que eles tirem proveito dos erros, tirem as lições, afinal, cometemos erros para não cometê-los.

Temos que aceitar que somos humanos, erramos, mas somos capazes de aprender.

É fundamental aceitar a si mesmo, ainda que reconheçamos em nós defeitos que queremos corrigir.

Seja feliz com seus erros, sem muitas desculpas, aprendendo as lições.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta